sábado, fevereiro 21, 2015

Leonard Nimoy (1931–2015) \\//

sexta-feira, fevereiro 20, 2015

Fake Movies in Movies

quinta-feira, fevereiro 19, 2015

quarta-feira, fevereiro 18, 2015

Lessons of the Wolf

Lessons of the Wolf from Milad Tangshir on Vimeo.

terça-feira, fevereiro 17, 2015

Inspired by the force

segunda-feira, fevereiro 16, 2015

Disney Hoarding

domingo, fevereiro 15, 2015

The trailer is not the movie

"(...) Trailers can make great, original films look tedious and unoriginal. They can also make mindless, obnoxious spectacle seem explosive and exciting. They’re advertising, and advertising is often cynical, homogenous, and fundamentally dishonest. At the same time, I don’t want to be overly critical of trailers, because they serve an important function. When I was a kid, the coming attractions were my favorite part of the moviegoing experience. And there are trailers that reach the level of art, that are masterful excursuses in storytelling and editing in their own right (...)" [Fonte]

sábado, fevereiro 14, 2015

Shyamalan & Twin Peaks

sexta-feira, fevereiro 13, 2015

Heisenberg a 150 dólares

"The 1/6th scale collectible figure series by Threezero featuring characters based on the hit television series Breaking Bad will launch this February. The first figure, Heisenberg is a 12” (30.5cm) tall articulated figure featuring tailored clothing, various accessories, and a realistic likeness to the character portrayed on screen."

quinta-feira, fevereiro 12, 2015

Don't worry Mr. President, I got this

quarta-feira, fevereiro 11, 2015

How Cheers Replaced Coach

"The sudden loss of a cast member has derailed plenty of TV shows over the years. (We're still mourning the untimely death of Phil Hartman, and what that meant for NewsRadio.) Thirty years ago this week, Cheers faced that same dilemma when co-star Nicholas Colasanto passed away from a heart attack at the age of 61. For three seasons, Colasanto played sweet, simple-minded baseball coach-turned-bartender Ernie "Coach" Pantusso on the NBC sitcom, and his death left a sizable void in the show's ensemble cast. But Cheers didn't miss a beat, bringing in Woody Harrelson the following season to play farm-boy barkeep Woody Boyd in one of the smoothest TV cast transitions we can remember. To honor Colasanto's legacy, and to dive deeper into the Coach-to-Woody transition, Yahoo TV spoke with legendary director James Burrows, who directed 237 episodes of Cheers and executive produced the show along with creators Glen and Les Charles."

terça-feira, fevereiro 10, 2015

O dia em que o Daily Show mudou


"Jon Stewart's first monologue after the attacks of 9-11 wasn't as funny as his show openers usually were. But his moving, heartfelt speech, during which he struggled to hold back tears, foreshadowed the role that humor, and Stewart in particular, played during the contentious years that followed. In his tearful speech, Stewart said that the Daily Show would be altered in the wake of the attacks. "Our show has changed, I don't doubt that. What it has become, I don't know". It did change the show. After 9-11, through two wars, the Patriot Act, mass surveillance, Guantanamo, Abu Ghraib, and more, Stewart and his Daily Show crew were America's court jesters. They used humor to remind us of the ugliest side of ourselves, and forced us to confront uncomfortable truths that we would have been far less willing to acknowledge if they hadn't come wrapped in giggles. Not everyone liked that approach. And Stewart's light take on serious issues was certainly not for everyone. But he was undeniably a cultural force. It's strange to think of comedy news without him." [F]

segunda-feira, fevereiro 09, 2015

O grande vencedor dos Goya

domingo, fevereiro 08, 2015

CCOP - Top 50 de 2014


"O Círculo de Críticos Online Portugueses atribuiu a Mamã a melhor classificação do ano, entre todos os filmes estreados comercialmente em Portugal durante 2014 e votados pelos membros. O filme recebeu a nota de 9,00; a maior de sempre para um filme nesta posição (em 2013, Tabu liderava com 8,89 e em 2014, Antes da Meia-Noite era o líder do ano, com 8,82). Em segundo lugar segue-se o vencedor do Óscar 2014 de Melhor Filme, 12 Anos Escravo, com a nota de 8,74; enquanto que Boyhood - Momentos de Uma Vida (nomeado a seis Óscares 2015), ocupa a terceira posição com 8,69. Em quarta posição está O Acto de Matar, o documentário com a segunda melhor posição de sempre num top final do CCOP (em 2013, Histórias Que Contamos alcançou 8,57), uma nota média de 8,55. Cavalo Dinheiro foi o filme de produção portuguesa com a maior classificação de 2014 (8,13), mas mais dois filmes nacionais figuram no top 50: E Agora? Lembra-me, na décima sexta posição (8,00) e Os Maias - Cenas da Vida Romântica, na trigésima primeira posição (7,60). Como Treinares o Teu Dragão 2 é o filme de animação com a maior classificação do ano (7,67)."

50. Ilo Ilo, de Anthony Chen | 7,38
46. Carvão Negro, Gelo Fino; de Yi'nan Diao | 7,40
46. Cabelo Rebelde, de Mariana Rondón | 7,40
46. Amar, Beber e Cantar, de Alain Resnais | 7,40
46. Omar, de Hany Abu-Assad | 7,40
45. Debaixo da Pele, de Jonathan Glazer | 7,42
43. 20,000 Dias na Terra, de Iain Forsyth, Jane Pollard | 7,43
43. Locke, de Steven Knight | 7,43
42. Só os Amantes Sobrevivem, de Jim Jarmusch | 7,47
38. Saint Laurent, de Bertrand Bonello | 7,50
38. Dois Dias, Uma Noite; de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne | 7,50
38. Gloria, de Sebastián Lelio | 7,50
38. Quando Tudo Está Perdido, de J.C. Chandor | 7,50
36. A Emigrante, de James Gray | 7,53
36. Snowpiercer - Expresso do Amanhã, de Joon-ho Bong | 7,53
33. Frank, de Lenny Abrahamson | 7,57
33. A Lancheira, de Ritesh Batra | 7,57
33. Mãe e Filho, de Calin Peter Netzer | 7,57
32. O Clube de Dallas, de Jean-Marc Vallée | 7,59
31. Os Maias - Cenas da Vida Romântica, de João Botelho | 7,60
30. O Filme Lego, de Phil Lord e Christopher Miller | 7,62
29. Mr. Turner, de Mike Leigh | 7,64
27. Como Treinares o Teu Dragão 2, de Dean DeBlois | 7,67
27. Prince Avalanche, de David Gordon Green | 7,67
25. O Homem Duplicado, de Denis Villeneuve | 7,75
25. Lições de Harmonia, de Emir Baigazin | 7,75
24. Ruína Azul, de Jeremy Saulnier | 7,78
23. O Sonho de Wadjda, de Haifaa Al-Mansour | 7,80
22. A Grande Beleza, de Paolo Sorrentino | 7,87
21. Tom na Quinta, de Xavier Dolan | 7,90
20. Ciclo Interrompido, de Felix Van Groeningen | 7,91
16. Viva a Liberdade, de Roberto Andò | 8,00
16. Orgulho, de Matthew Warchus | 8,00
16. E Agora? Lembra-me, de Joaquim Pinto | 8,00
16. Borgman: O Mal-Intencionado, de Alex van Warmerdam | 8,00
15. Em Parte Incerta, de David Fincher | 8,06
14. O Lobo de Wall Street, de Martin Scorsese | 8,11
12. Cavalo Dinheiro, de Pedro Costa | 8,13
12. Nightcrawler - Repórter na Noite, de Dan Gilroy | 8,13
11. Capital Humano, de Paolo Virzì | 8,20
10. Grand Budapest Hotel, de Wes Anderson | 8,33
9. Ida, de Pawel Pawlikowski | 8,38
8. A Imagem Que Falta, de Rithy Panh | 8,43
7. Nebraska, de Alexander Payne | 8,44
6. O Congresso, de Ari Folman | 8,45
5. Uma História de Amor, de Spike Jonze | 8,53
4. O Acto de Matar, de Joshua Oppenheimer | 8,55
3. Boyhood: Momentos de Uma Vida, de Richard Linklater | 8,69
2. 12 Anos Escravo, de Steve McQueen | 8,74
1. Mamã, de Xavier Dolan | 9,00

sábado, fevereiro 07, 2015

sexta-feira, fevereiro 06, 2015

Sonho antigo

Comecei esta semana a trabalhar com um velho colega da nossa blogosfera num projecto fenomenal que envolverá a participação de dezenas de bloggers de cinema de todo o planeta e que representa, pessoalmente, a concretização de um sonho muito antigo. Contamos ter tudo pronto até ao final de 2015 e, para que tal seja possível, este espaço terá que passar para segundo plano durante largos meses. Tentarei mantê-lo actualizado "diariamente" (as aspas são propositadas) tal como sempre o fiz durante a última década, mas contem com muito mais retransmissão de informação do que conteúdos originais. Sobre o projecto em causa, e como ainda está numa fase embrionária, nada mais quero adiantar por enquanto. Quando chegar a altura certa, contarei com todos vocês.

quinta-feira, fevereiro 05, 2015

O regresso do corvo

quarta-feira, fevereiro 04, 2015

Wild Tales

terça-feira, fevereiro 03, 2015

TCN Blog Awards 2015

a) uma nova categoria, Melhor Top/Ranking;
b) cerimónia de entrega das claquetes será realizada a 9 de Janeiro de 2016, como indica o cartaz do Edgar inspirado em ano de estreia de um novo Star Wars;
c) academia TCN constituída por quinze elementos, todos eles ligados à blogosfera de cinema e televisão, no presente ou no passado, que podem concorrer aos TCN caso assim desejem;
d) jurados da academia cujos blogues em que participam concorram (fase de nomeações) ou estejam nomeados (fase de votação qualitativa) em alguma categoria, não poderão submeter qualquer voto nessa mesma categoria;
e) a escolha e o convite dos quinze jurados será feita em Outubro de 2015 pela organização;
f) o mesmo blogue não poderá ter dois jurados na academia;
g) a identidade dos mesmos será secreta, inclusive dentro da própria academia;
h) pela primeira vez em seis edições, não haverá qualquer votação pública para eleger os vencedores;
i) para compensar, haverá uma bonificação de cinquenta pontos na pontuação final da academia TCN a todos os espaços que divulgarem a lista completa de nomeados, com respectivas hiperligações; se todos o fizerem, ninguém é beneficiado ou prejudicado.
j) para escolha de nomeados, será feita uma votação quantitativa (os elementos da academia escolherão os oito nomeados favoritos, sem qualquer ordem de preferência); para escolha do vencedor, será feita posteriomente uma votação qualitativa (no mesmo esquema actual [35/20/15/10/8/6/4/2 pontos]);
k) todas as candidaturas a nomeações passarão por um voto simples de elegibilidade (sim/não) por parte dos membros da academia TCN; aqui serão considerados factores como adequação à categoria, cumprimento dos requisitos temporais, se o espaço pode ser considerado blogue ou site, etc;
l) só serão considerados à nomeação para os TCN Blog Awards 2015 espaços/textos que concorram aos mesmos; não haverá nomeações directas por parte da academia.

CCOP - Top de Dezembro de 2014

No último top mensal do ano 2014, Xavier Dolan assume o honroso primeiro lugar. Mamã recebeu uns estrondosos 9,22 de nota média (com quatro ocorrências de nota 10) e lidera agora o top anual, bem à frente de 12 Anos Escravo, o anterior líder, com 8,72. Ainda este ano, o jovem cineasta canadiano liderou o top mensal de Junho, com Tom na Quinta (7,89). Laurence Para Sempre conseguiu, em 2013, uma nota de 7,38. No segundo lugar, o português Pedro Costa e o seu Cavalo Dinheiro receberam a classificação média de 8,14. Apesar das duas ocorrências de nota 10, o filme foi considerado ainda o mais controverso do mês, com uma diferença de seis pontos entre a nota máxima e a nota mínima. Em terceiro lugar, Mr. Turner, do britânico Mike Leigh (que conseguiu quatro nomeações aos Óscares 2015), conseguiu a nota de 7,64. Esta nota é a mais baixa comparativamente com Secrets & Lies (1996), o único outro filme do realizador já classificado pelo CCOP: no top especial dedicado às Palmas d'Ouro, o filme recebeu a nota de 8,50.


Top de Dezembro de 2014

1. Mamã, de Xavier Dolan | 9,22
2. Cavalo Dinheiro, de Pedro Costa | 8,14
3. Mr. Turner, de Mike Leigh | 7,64
4. Carvão Negro, Gelo Fino; de Yi'nan Diao | 7,40
5. Big Hero 6 - Os Novos Heróis, de Don Hall e Chris Williams | 7,00
6. Mapas para as Estrelas, de David Cronenberg | 6,73
7. O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos, de Peter Jackson | 6,25
8. Exodus: Deuses e Reis, de Ridley Scott | 4,86
9. Doidos à Solta, de Novo; de Bobby Farrelly e Peter Farrelly | 4,00