terça-feira, março 31, 2020

Paulo Futre (2004)


Documental Paulo Futre from Paulo J. Futre on Vimeo.

As arrancadas, as fintas, o pé esquerdo que nunca viu igual em Portugal, uma carreira ímpar, qual aventura de norte a sul de Portugal, de oeste a este (Japão) do planeta, num percurso marcado por golos, assistências, lesões graves quase consecutivas no maldito joelho direito que só tinha que o suportar, por relações de amor (Atlético) e ódio (Marselha) com presidentes de clubes, por tantas histórias tão surreais quando deliciosas. Um ídolo de incontáveis adeptos e inúmeros jogadores, Futre foi uma estrela que brilhou de forma muito própria, dentro e fora de campo, por todos os balneários e bancadas por onde passou. Uma hora e um quarto de jogadas deliciosas quase sempre ao som irresistível dos Queen, de estádios apinhados de adeptos em extâse como hoje já não se vê, num projecto de documentário que nunca foi finalizado nem viu a luz do dia. Até ontem, quando o próprio Paulo Futre o partilhou nas suas redes sociais. O futebol já não é o que era, a alegria do povo e não o seu ópio, um jogo de paixões e não de ódios. Ficam as memórias de Futre, um jogador que respeitou e foi respeitado pelos fanáticos dos três grandes, que apaixonou madrilenos, do Calderon ao Bernabéu.

segunda-feira, março 30, 2020

The Blackashians

domingo, março 29, 2020

Don't Breathe (2016)

Um dos mais interessantes thrillers de terror da última década, "Nem Respires" não deixa a audiência relaxar um segundo. Um trio de interpretações sempre no limite do desespero, uma realização revigorante de Fede Alverez - o movimento, a luz, os silêncios, tudo encaixa com uma harmonia exemplar - e uma narrativa que surpreende, com uma nova e inesperada porta (ou janela) sempre que parece estar a esgotar o seu próprio conceito. Dois ou três "jump scares" bem orquestrados, stress a rodos e um Stephen Lang que nem peixe na água com uma personagem tão sombria, penosa e silenciosa quanto devastadora e cruel. Como se tudo isto não bastasse, ainda somos presenteados com o cão mais medonho numa tela desde o Cujo. Crianças, se o Daredevil não tinha sido suficiente, espero que seja desta que deixam os ceguinhos em paz de uma vez por todas.

sábado, março 28, 2020

Die Hard: Deliverance

sexta-feira, março 27, 2020

Dora and the Lost City of Gold (2019)

Uma Indiana Jones da Nickelodeon para a criançada que entretém, respeitando as memórias e as dinâmicas dos desenhos animados que, tendo pouco mais de quinze anos, parecem hoje extremamente datados. Com uma mochila falante, uma raposa matreira e um macaco astuto integrados digitalmente na imagem real de forma surrealmente eficaz e competente, James Bobin transforma a debilidade do absurdo em torno do conceito original de Dora - um cartoon educativo e interactivo, que ensinava as crianças, por exemplo, a falar espanhol - numa história divertida com valor pedagógico, mensagens positivas e, claro, uma aventura repleta de peripécias e reviravoltas. E sim, confesso, a Dora tirou-me mais o juízo que a Eva Longoria. Calma, já tem dezanove, não é crime.

quinta-feira, março 26, 2020

El hoyo (2019)

Boa surpresa sci-fi, uma espécie de manifesto comunista em forma de "Cubo": baixo orçamento, ambiente e espaço tão invulgar, original e complexo quanto limitado e um conjunto restrito de personagens, cada um deles com um papel fundamental no desenrolar da narrativa. Alegoria óbvia à vida em sociedade, à luta de classes, ao modo como o poder e o estatuto socioeconómico influenciam de forma determinante e vital toda a cadeia escalar nas mais diferentes vertentes, "El hoyo" deixa-nos uma mão cheia de questões e dilemas humanos, políticos e filosóficos que, talvez agora, mais do que nunca, deixem marca na nossa consciência e forma de julgar. Um momento tão trivial como uma ameaça com fezes mostra muito bem como todos nós funcionamos em vários momentos da nossa vida: não pelo exemplo, pelo que é correcto, mas sim pelo medo de consequências individuais. Em suma, somos todos uns egoístas do catano quando estamos no topo.

quarta-feira, março 25, 2020

Stuart Gordon (1947-2020)

terça-feira, março 24, 2020

Uncut Gems (2019)

Não restam dúvidas que os irmãos Safdie são uma lufada de ar fresco na indústria, com o seu estilo repleto de urgência e ansiedade, um ritmo incontrolável que leva tudo e todos aos limites. "Uncut Gems" revela-se o melhor filme da dupla até ao momento - de longe -, um produto que finalmente junta o talento técnico dos Safdie a uma história com "cabeça, membros e pernas", como diria o Dr. Frederico Varandas. Papelaço de Adam Sandler em constante deterioração individual e colectiva, qual viciado sem remédio que coloca a audiência em sobressalto constante. E quando finalmente parece chegar a bonança após a tempestade, bang, um relâmpago final que arrasa com qualquer esperança de paz e descanso. Bem-vindos ao novo Sonho Americano, frenético e calamitoso.

segunda-feira, março 23, 2020

Good Morning, Vietnam (1987)

Tour de force de Robin Williams, um comediante virtuoso que sabia vestir como poucos a pele de actor, aplicando-se sempre muito além do esperado - e que impacto isso teve na sua vida pessoal. Os seus monólogos repletos de palavras inesperadas, de momentos de puro improviso segundo todas as histórias de bastidores que rodeiam "Good Morning, Vietnam" fazem deste o mais cativante filme da respeitável carreira de Barry Levinson, uma comédia de guerra como poucas na história de Hollywood e um dos mais sinceros retratos de um período marcante na vida de americanos e vietnamitas, humanizando e diabolizando ambas as partes sem tirar partidos. Diverte sem trivializar a tragédia, toca no coração sem precisar de ser lamechas. Que saudades destes tempos que bastava sair da frente de Williams e deixá-lo fazer o trabalho todo.

domingo, março 22, 2020

The VICE Guide to North Korea (2008)

Documentário surreal filmado por dois jornalistas da VICE, numa altura em que era ainda mais raro e complicado conseguir entrar (e recolher imagens) em Pyongyang, "The VICE Guide to North Korea" mostrou ao mundo várias facetas de um país que parecia estar noutro planeta. Ainda com Kim Jong-Il no comando, acompanhamos uma visita guiada preparada pelo governo norte-coreano para os dois jornalistas que tem tanto de anedótico como de intimidatório. Um hotel gigantesco vazio aberto só para eles, restaurantes e lojas de portas abertas apenas para os receber, motoristas e guias que não passam de actores num guião estudado ao pormenor. Locais exóticos ao lado de prédios decadentes, sem electricidade. Uma rapariga apaixonante numa loja de chá, que não tinha um cliente há oito meses, radiante por conhecer alguém de fora. Uma série de histórias em torno do poderio militar norte-coreano. O Festival de Arirang, o maior espectáculo coreografado do mundo, uma demonstração impressionante de um povo manietado ao milímetro pelo poder político. Vemos apenas a ponta do iceberg; mas percebemos que se trata de um iceberg tão belo quanto devastador.

sábado, março 21, 2020

The Hunt (2020)

Vai ser esta a nossa heroína; afinal não. Vai ser este o nosso herói; afinal não. É assim, repleto de expectativas defraudadas, que arranca de forma original esta nova reciclagem do conceito de um grupo de desconhecidos numa luta cruel pela sobrevivência, sabe-se lá porquê. Naquele que será provavelmente o filme mais azarado da história recente de Hollywood - primeiro com estreia cancelada após vários tiroteios em massa nos EUA e agora com a nova premiere a acertar em cheio com o encerramento dos cinemas em todo o mundo devido ao COVID-19 -, os guionistas Nick Cuse e Damon Lindelof acabam por levar "The Hunt" para uma esfera de sátira quase sociopolítica, entre direita e esquerda, republicanos e democratas, conservadores e liberais, suavizando a brutalidade de algumas cenas com traços de pura diversão, numa espécie de "Ready or Not" de 2020 que, por nunca se levar a sério, acaba por funcionar. Hora e meia que passa a voar e que termina numa cena de pancadaria ousada entre Hilary Swank e Betty Gilpin, quase a relembrar um dos melhores duelos da noiva de Tarantino em "Kill Bill".

sexta-feira, março 20, 2020

COVID-19 & Drive-in theaters

"Drive-in theaters have long been viewed as an anachronistic diversion — perhaps worthy of an occasional visit, if that. Now, though, several among the country’s 305 drive-in theaters are experiencing a surge in interest as traditional movie theaters, theme parks and other entertainment options are forced to close because of governmental advisories designed to increase social distancing during the coronavirus outbreak." [Los Angeles Times]

quinta-feira, março 19, 2020

Avenue 5 (S1/2020)

A mente brilhante responsável pelas geniais "In the Loop" e "Veep" numa comédia espacial com Hugh Laurie (aparentemente) no comando. Dificilmente podia dar asneira; e não deu. Dentro do seu estilo bizarro - uma espécie de "Love Boat" galáctico numa viagem a Saturno em que tudo corre mal -, não falta humor negro em torno de uma liderança falhada, ou melhor, falsificada, um conjunto de personagens deliciosamente incompetentes - com destaque para o niilista Matt, responsável por dar a cara aos passageiros nas suas dúvidas e inquietações - e, porque não, toda uma mensagem subliminar envolta em vários pequenos twists narrativos que arrasam com a humanidade e todo um conjunto de crenças e comportamentos que habitualmente nos moldam. Nada como a imagem de um antigo papa em bosta que flutua no espaço para dar a todos a esperança perdida. Ciência? Ninguém quer saber.

quarta-feira, março 18, 2020

Sleepwalk by Filipe Melo

terça-feira, março 17, 2020

The Last Thing He Wanted (2020)

O filme do "porque sim". Personagens que não se conhecem jantam juntas porque sim. Um pai que deixa de poder tratar de uma negociata ilegal que envolve armas e drogas "porque sim". A filha deste, jornalista de investigação de primeira, como os primeiros - e melhores - vinte minutos do filme comprovam, lá aceita fazer a porcaria do pai que raramente vê "porque sim". Cenas atrás de cenas que não fazem qualquer sentido, como se a ligação entre elas tivesse ficado perdida algures na edição, "porque sim". Dee Rees, realizadora de "Mudbound", tentou fazer um thriller político, "porque sim", mas não teve mestria e talento para tal. Nem a competência indesmentível de Anne Hathaway salva tamanho caos de ideias.

segunda-feira, março 16, 2020

La Fin

domingo, março 15, 2020

Skywatch (2019)

Visualmente, "Skywatch" é um mimo inesperado. Colin Levy nunca tinha brincado fora do parque da animação - com especial destaque para a muito competetente curta "Agent 327: Operation Barbershop", que infelizmente nunca atingiu o objectivo de dar o salto para uma longa-metragem - e o resultado artístico desta incursão no reino dos crescidos é impressionante, qual episódio ousado e arrojado de "Black Mirror". Infelizmente - e infelizmente apenas porque tal não tem resultado -, a estratégia de Levy continua a passar por abrir o apetite ao público que permita um financiamento de um projecto de outra dimensão. Sem final fechado, sem mensagem, sem concretizar as boas ideias que por lá andam, apenas enfiando o Jude Law na cena final para maior visibilidade. O que faz com que "Skywatch" seja muito bom para enfiar no currículo e no portefólio, mas pouco mais do que isso. Jeito dava era um sistema de entrega de produtos como aquele nestes tempos de COVID-19.

sábado, março 14, 2020

Max von Sydow (1929-2020)

sexta-feira, março 13, 2020

All about Nick

quinta-feira, março 12, 2020

Sleepwalk (2018)

Belíssima curta-metragem de Filipe Melo. Da cinematografia à sonoplastia, dos actores às personagens, do simples mas estranho conceito - a procura por uma tarte de maça muito específica - ao final que desmonta de forma tão emocional todo o enigma, "Sleepwalk" é uma pérola rara num formato que tende a privilegiar ou a forma ou a substância, o capricho com a inexperiência, o talento com a falta de rigor. Aqui, tudo se une num jogo melancólico só possível num contexto norte-americano, onde o melhor e o pior da natureza humana dão as mãos num só desfecho. Well done, Filipe.

quarta-feira, março 11, 2020

Psychotic Bible Believers

terça-feira, março 10, 2020

Como ver Cinema Português na Internet

segunda-feira, março 09, 2020

Dennis the Menace (1993)

Que maravilha rever a dinâmica entre o irrepreensível Walter Matthau e o jovem Mason Gamble, ele que nunca conseguiu dar o salto na indústria após esta estreia absoluta tão promissora. Que prazer recordar a agora nonagenária Joan Plowright, que ainda cá anda entre nós sem dar nas vistas, no papel da simpática Mrs. Wilson e relembrar o nosso cientista Emmett Brown na pele de um vagabundo larápio de dentes podres que sofre nas mãos e na fisga de Pimentinha. Dirá a maioria que o filme pouco tem que o destaque enquanto arte; mas quem não se lembra das Chiclets na dentadura, da panela de feijão quente e da orquídea rara do senhor Wilson. E criar tantas memórias não é para qualquer um.

domingo, março 08, 2020

Crazy America

sábado, março 07, 2020

Michelle de Castela

sexta-feira, março 06, 2020

Extraterrestrial (2011)

Projecto seguinte do realizador da fita de culto "Los cronocrímenes", "Extraterrestrial" chegou surpreendentemente num tom completamente diferente daquele que o público esperava. Comédia romântica com um toque de sci-fi, temos a rapariga, Julia, que apaixona qualquer heterossexual que se preze - do vizinho sem nada para fazer ao namorado com tiques de Snake Plissken - e uma nave espacial gigante que paira sobre Madrid, colocando tudo e todos em pânico. No meio disto, Júlio, um rapaz que teve um caso com Júlia na noite em que a invasão começou. Uma mão cheia de momentos originais e divertidos - a maioria culpa do vizinho bisbilhoteiro com uma máquina que atira bolas de ténis -, interpretações simpáticas e convincentes do curto elenco e dois segundos com um grande plano do rabo da Michelle Jenner que foram suficientes para provocar uma breve arritmia a cinéfilos de todo o mundo. O final, tal como o filme, roça o pateta, mas ninguém leva a mal. Já quem esperar por qualquer tipo de explicação ou desenvolvimento na parte extraterrestre, pode começar a preparar o insulto fácil a Vigalondo.

quinta-feira, março 05, 2020

Nas Nalgas do Mandarim - S07E04

quarta-feira, março 04, 2020

terça-feira, março 03, 2020

Grounded on 9/11 (2005)

Documentário do History Channel sobre as mais importantes e determinantes acções tomadas pelos controladores de tráfego aéreo norte-americanos perante a incerteza, o pânico e as restrições impostas praticamente ao minuto no dia do ataque terrorista que mudou o mundo. O stress nos cockpits e nas salas de operações, os casos suspeitos, os mal entendidos e todas as divergências que levaram milhares de aviões e um milhão de passageiros a aterrar onde não planeavam. Uma perspectiva diferente do 11 de Setembro, que reconheço possa apenas ter interesse para qualquer apaixonado da aviação.

segunda-feira, março 02, 2020

Tom Hanks back to WW2