sábado, agosto 01, 2015

Banshee (S1/2013)

Dois vilões excepcionais, qual deles o mais temível, duas actrizes de encher o olho e o pequeno ecrã, uma mão cheia de personagens secundárias irrepreensíveis - dos colegas do departamento do xerife aos familiares de Carrie, do encantador Sugar ao extravagante Job -, um anti-herói repleto de virtudes e defeitos, índios gananciosos e anciões amish implacáveis, maminhas ao léu que nem um disparate e duas linhas narrativas muito claras - o passado que assombra e o presente revolto - que terminam, em êxtase, por se encontrar num explosivo episódio final. Adrenalina constante e coreografias de acção de topo que fazem de "Banshee" uma série tão cool quanto violenta, tão arrebatadora quanto ridícula, tão irresistível quanto gratuita. E é nessa luta ingrata entre o amadorismo de um canal de cabo sem mundos nem fundos e a astúcia de quem não se conforma com migalhas que está o seu encanto.

sexta-feira, julho 31, 2015

Roddy Piper (1954-2015)

quinta-feira, julho 30, 2015

Take 40 - Verão

quarta-feira, julho 29, 2015

Chilenos Americanizados

terça-feira, julho 28, 2015

A descobrir (e a adorar) Banshee

segunda-feira, julho 27, 2015

Wayward Pines (S1/2015)

"Wayward Pines" começou mal, com demasiadas ideias misturadas num vazio misterioso que pouco ou nenhum sentido fazia e, pior do que isso, nenhuma curiosidade gerava. Por castigo, a elevada expectativa resultante do facto de ter o criador de filmes como "The Sixth Sense" ou "Signs" como mentor do projecto, saiu furada e as simpáticas audiências rapidamente esmoreceram. Quando finalmente revela, lá para o quarto ou quinto episódio, um portentoso twist - ao bom estilo de Shyamalan - que mete de volta o chão debaixo dos pés das suas personagens e do seu público, já era tarde demais para assegurar uma segunda temporada na exigente FOX. E assim, mesmo com um bom sprint na recta final, coroado por um episódio final que deixa tudo em aberto para uma possível reaparição deste distópico futuro pós-apocalíptico, quem sabe numa plataforma como a Netflix ou a Amazon.

domingo, julho 26, 2015

Colecção VHS Star Trek

sábado, julho 25, 2015

A curiosidade matou o cinéfilo

Quanto devemos saber sobre um filme antes de o ver? Absolutamente nada? Demasiado arriscado nos dias que correm, com tanto para ver - e a um preço tão alto se for numa sala de cinema - e tão pouco tempo para o fazer. "Apenas" o trailer? As aspas são propositadas, já que são cada vez mais comuns, de modo a convencer o público, trailers que tornam previsíveis vários ganchos narrativos. Consultar a pontuação num qualquer site conceituado? Vale o que vale, muitas vezes tudo, outras vezes nada. Saber a opinião de amigos ou de alguns críticos de confiança? É raro que estes não falem (ou escrevam) inconscientemente mais do que deviam para quem quer enfrentar a besta completamente desarmado, sem uma pré-opinião, positiva ou negativa, edificada. Única conclusão? Cada vez é mais complicado conseguirmos controlar o quanto sabemos de um filme antes de o ver, ou não fosse a nossa curiosidade, essa malvada, quem frequentemente nos aguça o apetite cinéfilo.

sexta-feira, julho 24, 2015

Game of Thrones S5 VFX Making Of

quinta-feira, julho 23, 2015

The Terminator (1984)

Já não via "O Exterminador Implacável" de James Cameron desde 1994, tinha eu nove anos de idade. Lembro-me bem da data e do visionamento, ou não tivesse ele feito parte da última maratona cinematográfica VHS que fiz com uns amigos de infância, numa tarde de domingo, antes de rumar definitivamente de uma pequena e pacata ilha nos Açores para a temível e monstruosa Lisboa. Outro dos capítulos dessa maratona era a sua magnífica sequela, uma obra-prima que, infelizmente, já revi dezenas de vezes desde esse verão. Repararam no infelizmente? Sim, conhecer todas as cenas de cor e salteado faz com que nunca mais o impacto dos seus melhores momentos seja o mesmo. O que, seguindo a mesma lógica, tornou este gap cerebral de mais de duas décadas da fita que deu origem a toda esta saga que hoje rende milhões, uma oportunidade única para deleite cinéfilo. E "The Terminator" é mesmo tão bom quanto eu supunha através de fragmentos de memória que colidiam algures aqui em cima: uma realização virtuosa, capaz de fintar o orçamento limitado que tinha para fazer algo tão cientificamente auspicioso, um momentum narrativo tremendo, uma história simples mas cativante, um thriller que prende, agarra e assusta na intensidade do seu vilão, na sagacidade inocente da futura heroína. De repente, Cameron tornou-se um talento a seguir. Um que viria a despontar e não a desapontar, como tantos outros da altura. Para a história, uma mão cheia de one-liners deliciosos e a abertura de tantas portas para aquela que viria a ser a melhor sequela que o mundo alguma vez presenciou. Alguém sabe de alguma maneira para a apagar da minha memória? É que não me apetece ter que ficar vinte anos sem a ver.

quarta-feira, julho 22, 2015

Quão noir é um filme?

O que faz de um filme, noir? Qual o filme mais noir de sempre? Uma escuridão visível, uma noite chuvosa, um criminoso e uma mulher misteriosa, muitos cigarros e mais umas quantas bebidas, etc. etc. O British Film Institute apresenta uma espectacular infografia que resume o cinema noir aos seus elementos-chave. Brilhante...mente sombrio.

terça-feira, julho 21, 2015

Top 10 Most Beautiful Movies of All Time

segunda-feira, julho 20, 2015

Trailer ULTRA manhoso mas...

domingo, julho 19, 2015

Melhor. Tatuagem. Sempre.

sábado, julho 18, 2015

sexta-feira, julho 17, 2015

Os 100 melhores norte-americanos para a BBC

Quem quiser consultar a lista resultante de inquéritos a críticos de cinema de todo o planeta, pode fazê-lo aqui. Antes de o fazerem, ficam avisados: Blade Runner, The Shawshank Redemption, Rocky, Butch Cassidy and Sundance Kid, Unforgiven, American Beauty, Saving Private Ryan, The Silence of the Lambs, Alien e Heat, entre muitos outros, estão fora. Vale o que vale, como qualquer lista do género.

quinta-feira, julho 16, 2015

The past is not done with you

quarta-feira, julho 15, 2015

Fan Art by Joshua Budich




Joshua Budich

terça-feira, julho 14, 2015

E o prémio de berço do ano vai para...

segunda-feira, julho 13, 2015

Meet the Patels


"MEET THE PATELS is a laugh-out-loud real life romantic comedy about Ravi Patel, an almost-30-year-old Indian-American who enters a love triangle with the woman of his dreams... and his parents. This hilarious heartwarming film reveals how love is a family affair."

domingo, julho 12, 2015

What Makes a Sequel Good

sábado, julho 11, 2015

Mais uma nomeação para o Leo

sexta-feira, julho 10, 2015

Scandal (S2/2013)

A segunda temporada da série de Shonda Rhimes é claramente superior à de estreia, em todas as suas vertentes narrativas e, porque não, culturais e políticas. Muito mais suspense - os primeiros seis ou sete episódios chegaram a invocar em mim um sentimento de necessidade extrema de ver o próximo capítulo, algo que não sentia desde as temporadas iniciais de "24" -, muito mais bicadas insensíveis aos republicanos, uma análise tremendamente mais profunda a todos os personagens secundários recorrentes, provando que a luz dos holofotes pode mesmo queimar. Um presidente que mata com as suas próprias mãos, uma advogada que quebra a lei para salvar os seus clientes, um constante rol de segredos e reviravoltas onde cada um safa o seu próprio traseiro. Um caso raro de um produto televisivo com duas mãos cheias de personagens tão interessantes e complexas quanto a sua protagonista; porque Huck, David, Mellie, Fitz, Jake ou Cyrus nada devem a Olivia para conquistar o espectador.

quinta-feira, julho 09, 2015

I’ll take whatever I can get

"At Comic-Con Friday, Mars overlord Rob Thomas — in San Diego to talk up iZombie Season 2 — revealed to TVLine that he and leading lady Kristen Bell have discussed the possibility of following up the sleuth’s recent big-screen adventure with a “short-run series.” Such a project would likely be years away, as Thomas and Bell are currently tied up with iZombie and House of Lies, respectively. But Thomas says both he and Bell find the limited-series format “really appealing,” and likened a small screen Mars revival to HBO’s True Detective." [TVLine]