sábado, maio 24, 2008

Cartazes - The Happening


We've Sensed It. We've seen The Signs. Now... It's Happening. O novo filme de M. Night Shyamalan promete ser o mais violento da sua carreira, apesar de o indiano já ter prometido que não matará nenhum crítico de cinema de forma explicita durante o desenvolvimento da intriga. Desta vez, é a humanidade que está com a corda no pescoço. Em Verão de "The Incredible Hulk", "Speed Racer" e tantos outros, é o habitual twist final de Shyamalan que me deixa em pulgas. Sim, porque eu até fui um dos que defendi "Lady in the Water", sem dúvida alguma o seu filme menos consensual. Se tudo correr conforme previsto, no próximo dia 12 de Junho saberemos se o jovem realizador - 37 anos de idade - regressou em grande forma. Depois das mais recentes desilusões deste Verão, é bem bom que o faça!

12 comentários:

André disse...

Pelo menos o Red trailer do filme aguça o apetite. Eu gosto de realizadores que incutem cunhos muitos pessoais nos seus filmes. Acabam por ter ideias que por vezes não são entendidas e como tal as pessoas torcem o nariz...eu digo, venham mais!

Anónimo disse...

também tenho grandes expectativas. apesar de ter achado lady in the water a maior xaropada dos últimos anos, há que lembrar que foi este senhor que trouxe ao mundo signs, esse filme enorme. btw, o poster do meio é fantástico.
cumprimentos, caro knox!

Carlos M. Reis disse...

André e Miguel, eu também gosto muito da marca pessoal que Shyamalan introduz nos seus filmes. São fáceis de reconhecer só por isso. Curiosamente, da sua filmografia, o único que não gostei foi o "The Signs". Todos os restantes, principalmente os dois primeiros, foram filmes que me arrebataram. Cumprimentos, obrigado pelos comentários ;)

À sombra da bananeira disse...

Shyamalan nunca foi consensual. Marginalizado nos EUA, adquiriu o estatuto de realizador quase de culto um pouco pelo resto do mundo.
Gosto de todos os seus filmes pós The Sixth Sense (não vi os anteriores) e nunca percebi o porquê de tanta embirração com Lady in the Water. Se tiver de gostar menos de algum será certamente Signs, não sei se pelo filme ou devido à minha alergia visceral ao Mel Gibson.

Shyamalan criou um universo próprio, tendo os seus filmes uma espécie de impressão digital que nos remete imediatamente para o seu autor. Ao que tudo indica, The Happening será mais um objecto tipicamente Shyamalan. Acredito que, não obstante a continuação da fidelidade a um género, a inspiração e o talento do realizador continuarão a encontrar caminhos ainda não explorados nesse universo onde parece saber mover-se como mais ninguém.

DAGC disse...

Não sou grande fã do tipo de filme que o Sr. Shyamalan faz, no entanto devo dizer que os seus filmes são a excepção. Gosto bastante do desenvolvimento dos seus filmes, bem como aqueles seus finais que ninguém está à espera.

Espero muito deste filme. O Troiler promete bastante. Mark Wahlberg tem surpreendido... quem diria há uns 13 anos que o Rapper branco e modelo iria dar um grande actor de cinema.

Cumps;

Anónimo disse...

Vamos la ver... curioso que ainda não vi o Lady in a Water.. de resto O PROTEGIDO é facilmente o meu filme preferido dele, pois trata de um tema perfeitamente verdadeiro em todos os sentidos.


cumpts.

Ricardo Vieira Lisboa disse...

Sem dúvida que Shyamalan é um dos meu realizadores preferidos e eu também apoiei com todas as forças do meu ser o Senhora de Água, que para mim é um dos melhores filmes dele e claro há ainda o maravilhoso e gentil A Vila, por isso um realizador, depois de fazer duas obras primas, mesmo que se espalhe ao comprido, eu estarei lá para apoiar, porque ele merece (até hoje a coisa menos boa que eu me lembro ele ter feito foi o Sinais, por isso está assegurada a qualidade).
Vejam o trailer de 5 minutos do filme que está em:
http://http://movies.yahoo.com/movie/1809921595/video/7827805
Para mim este ano, a excitação por este filme, só é superada por Batman e Wall.e

Carlos M. Reis disse...

Bananeira, assinado por baixo. Até nas preferências de filmografia do realizador. Cumprimentos.

DAGC, não vou muito à bola com o Wahlberg mas não posso negar que está feito um bom actor. Ganhou o cinema ;) Um abraço!

Nasp, o Unbreakable é capaz de ser também o meu favorito. Seguido de muito perto pelo Sexto Sentido. Um abraço.

Ricardo, ainda bem que falaste do The Village. É para mim o seu terceiro melhor filme. Em quarto o Lady in the Water e para o fim fica o Signs. Apesar disso, o The Village é talvez o seu filme mais poético. Um abraço!

DAGC disse...

Knoxville, és tu com o Mark e eu com o Di Caprio... por muito que não vá com a pessoa... o gajo quando quer faz cada interpretação (ele no Blood Diamond está simplesmente terrífico).

Cumps ;)

Carlos M. Reis disse...

E eu que até engraço com o Di Caprio. Acho que sempre foi um actor sensato nas suas escolhas, mesmo pré-Titanic. E depois ainda tem aquele factor extra de marchar... tudo o que é modelos sensacionais :P

Um grande abraço, obrigado pelas visitas regulares ;)

DAGC disse...

De nada Knoxville, já visito o Cn à alguns meses mas só nesta semana decidi começar a intervir... não que tenha nada de jeito para dizer, apenas para ir concordando ou discordando do que é dito.

Cums :)

Carlos M. Reis disse...

E já significa muito para mim ;) Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...