sábado, outubro 16, 2010

Antevisão: Machete


Gajas, balas, facas e sangue, muito sangue”. Não foram precisas muitas palavras para Danny Trejo, ex-recluso, agora estrela esquecida e quase sempre ignorada do cinema de acção independente norte-americano descrever "Machete", filme há muito anunciado e que nasceu de um mock trailer que Robert Rodriguez elaborou para o díptico "Grindhouse", já lá vão três anos. “Ele despacha os mauzões e conquista as mulheres”, afirma Trejo orgulhosamente sobre a sua personagem. Quando lhe perguntam qual foi o melhor momento das filmagens, não hesita nem por um segundo: “sem dúvida alguma as cenas em que beijei a Jessica Alba; fi-lo oito vezes… é tão bonita que por ela faria horas extras sem qualquer problema!”. Lá diz o ditado que quem diz a verdade não merece castigo… mas duvidamos que Michelle Rodriguez, outro dos romances do ex-agente federal mexicano na fita fique lá muito contente por não ter sido mencionada.

Como já perceberam, em "Machete" Robert Rodriguez juntou um elenco repleto de pesos pesados de Hollywood. Além dos já referidos Trejo, Alba e Rodriguez, o realizador texano convenceu ainda Robert de Niro, Steven Seagal, Don Johnson, Jeff Fahey, Cheech Marin e a polémica Lindsay Lohan a participarem naquele que, segundo as primeiras críticas internacionais, é o culminar do estilo único de um realizador extravagante, que entre altos ("Sin City" ou "Desperado") e baixos ("Spy Kids" ou "Once Upon a Time in Mexico") continua a convencer os estúdios e as produtoras de que é uma aposta segura no que toca à relação custo-proveito.

De senadores corruptos, a assassinos impiedosos, sem esquecer a freira fatal ou o padre pistoleiro, "Machete" será certamente um filme divertido e imperdível para todos aqueles que dispensam uma trama muito séria e contentam-se pura e simplesmente com cenas de acção tão exóticas como utópicas, violência q.b. e sex appeal suficiente para causar alguma inveja ao espectador de um homem tão sórdido como Trejo safar-se à “grande e à francesa” com o sexo oposto. Para os outros, diz o agora filósofo budista… Steven Seagal que existem “contornos políticos, raciais e sociológicos importantes nesta obra de Rodriguez”. Sim, claro.

5 comentários:

Nun0B. disse...

É um dos filmes que terei que ver obrigatoriamente no cinema! Acho a ideia do Robert DeNiro participar neste estilo de filme completamente priceless, e só esse simples facto é suficiente para garantir o meu bilhete na estreia! :D

iCeCube disse...

!Adicionado aos Links

Parabéns pelo Blog

www.elite84.net

Blockbuster disse...

Boa Noite,

Eu e uns amigos meus criámos este muito recente blog: http://blockbusters-pt.blogspot.com/ que se dedica a dar as últimas notícias e desenvolvimentos do mundo do cinema de blockbusters, e gostaríamos de saber se seria possível fazer uma parceria convosco, visto que todos nós já conhecíamos o vosso blog e gostamos bastante do vosso trabalho, e como somos novos nesta área do blogging pedimos aqui o vosso apoio.

Muito Obrigado,

André Marques
Blockbusters

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Nuno, eu cá acho que vou esperar para vê-lo em casa. Isto é um daqueles filmes que até merecia era ser visto numa tv a preto e branco ehehe :P Abraço.

Blockbuster, adicionei o blogue à barra lateral. Cumprimentos.

Os Filmes de Frederico Daniel disse...

Nem me lembrava que o Machete tinha 'nascido' no "Spy Kids".
"Spy Kids - O Filme": 4*

Esta saga é dos meus guilty pleasures preferidos, recomendo que assistam a isto. Vejam ou revejam este filme, tal como o franchise.

Cumprimentos, Frederico Daniel.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...