segunda-feira, novembro 22, 2010

Shining - Family Movie

7 comentários:

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Por acaso já conhecia. Está muito bem feito. A prova que uma boa montagem (visual e musical) pode mudar completamente o sentido de um filme. Há exemplos destes associados a outros filmes (mas invertendo o sentido), mostrando o "Mary Poppins" como filme de terror...

Cristiano Contreiras disse...

Um marco!

Silly Little Wabbit disse...

A manipulação da montagem e som é uma coisa fascinante.

Rato disse...

Razão tinham todos os grandes cineastas que não deixavam a montagem em mãos alheias - é sem dúvida a fase mais importante de todo o processo fílmico.
Perde-se a conta de todos os filmes que foram mutilados/desvirtuados nas mãos de técnicos incompetentes ou ao serviço dos produtores e dos seus ineteresses económicos.
Quanto a este clip, está um mimo, claro. Tenho de procurar esse filme de "terror" referido aí em cima.

Miguel disse...

Olá, sou o Miguel do Crítico de Bancada. E gostaria de saber se estás interessado em criar uma parceria?

Sem mais nada a dizer,
Miguel.

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Rato: podes ver aqui - http://ohomemquesabiademasiado.blogspot.com/2008/11/mary-poppins-num-filme-de-terror.html

Saudações cinéfilas.

Miguel Reis (Knoxville) disse...

O da Mary Poppins está muito giro também (mas atenção que esse link não funcionou, pelo menos aqui).

Cumprimentos pessoal, Miguel acrescentei o link à barra lateral.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...