sábado, dezembro 18, 2010

Cinema português em 2010


Fonte: Cinemax

Cinema português em 2010: a aclamação da crítica internacional, com vários títulos nacionais nos tops das mais conceituadas listas cinematográficas mundiais, mas também o pior ano a nível de bilheteira interna desde 2004 (correcção: 2008) - mesmo num ano em que provavelmente serão batidos todos os recordes globais positivos de audiência nas salas de cinema portuguesas. 23 estreias - mais uma do que em 2009 -, mas apenas dois filmes a baterem a barreira dos 15 mil espectadores: "A Bela e o Paparazzo", de António-Pedro Vasconcelos e "Contraluz", de Fernando Fragata. A questão fica para os leitores: destes 23, quantos viram?

12 comentários:

Filipe disse...

Vi apenas 2, possivelmente 2 dos melhores: "Mistérios de Lisboa" e "José e Pilar"... Tenho pena de não ter visto o "Embargo", "Filme do desassossego" e "Como desenhar um círculo perfeito"...

Tiago Ramos disse...

Infelizmente vi apenas 7 e acho que em qualidade, melhorou bastante.

Pedro Serra disse...

Só vi os dois primeiros títulos da lista...

Nuno disse...

Até hoje quatro, mas tenciono ver pelo menos outros 4.
Também há alguns que simplesmente não me interessam.

DiogoF. disse...

Apenas 5, infelizmente, mas há vários que tenciono ver (ex: José e Pilar).

Apenas dois valeram a pena e um foi mais pelo esforço feito do que pelo resultado final - Embargo e, o tal, Funeral à Chuva.

Os outros, Mistérios de Lisboa, Duas Mulheres e A Bela e o Paparazzo.

O Projeccionista disse...

Só consegui ver 3 e apenas um ficou aquém das expectativas (Ruínas). Dos dois que vi, um foi muito bom (Mistérios de Lisboa) e o outro mediano (Embargo), mas que se vê bem.

Esta lista prova que ainda fazemos alguma coisa por cá no cinema. Sendo um país pequeno e sem uma indústria sustentável, ter uma média de quase dois filmes nacionais estreados por mês parece-me muito bom. Falta é começar a levar o público às salas que parece ser o mais difícil.

Ricardo Vieira Lisboa disse...

vi:
O paparazzo do Vasconcelos
Desassossego do Botelho
Mistérios do Ruiz
Jose e Pilar
Funeral à chuva
Embargo
Fantasia Lusitana
Pare, escute e olhe
Duas mulheres
Ruinas
Círculo Perfeito do Marco Martins
Cova da moura do Rui Simões
Lisboa domiciliária
vai com vento

se me perguntam o melhor do ano será o do Botelho, apesar de ter adorado o Ruínas do Mozos, o pior é sem dúvida o do Grilo e o Embargo, sendo que fugi das aberrações como Contraluz, Marginais, Voo do flamingo e Cinerama.

Se não tivessem estado tão pouco tempo em sala, teria ido ver o muitos dias tem o mês e a religiosa portuguesa.

Anónimo disse...

infelizmente nenhum...

H. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
H. disse...

Apenas cinco (os do Botelho, Ruiz, Gonçalves Mendes, Mozos e M. Ferreira), mas teria certamento visto mais (como o do Canijo, do Marco Martins ou da Inês de Oliveira) se tivesse estado no país quando estrearam.
Independentemente do nr. de espectadores em comparação com as restantes estreias, acho interessante e digno de reflexão o 3º lugar do Filme do Desassossego, um filme deliberadamente distribuído fora do circuito convencional de salas de cinema.

SeventhSymbol disse...

Eu vi 6 da lista:

O Contraluz- Se o IMDB estiver correcto. penso que Fernando Fragata deveria de por os olhos em Winter's Bone que teve metade do orçamento e foi infinitamente melhor que a Porcaria de Contraluz.

Gostei bastante de Pare Escute, Olhe. O documentário de Jorge Pelicano deveria ter tido um destaque bem maior este ano.

Os melhores filmes portugueses este ano para mim foram : Mistérios de Lisboa e Filme do Desassossego, este ultimo tendo adoptado uma estratégia dispar dos restantes filmes e no meu entender foi uma aposta ganha pelo realizador.

Não gostei de Funeral à Chuva, e o Duas Mulheres vai pelo caminho demasiado elitista dos díalogos e cinema português. Poderia ser algo muito melhor do que o resultado que o que saiu.

Dou duas menções honrosas a Aniki Bóbó que é um grande filme português e Tebas uma experiência lynchiana lusitana que convém não perder.

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Pois bem, correcção feita na entrada. Pelos vistos, 2008 foi pior que 2010.

Obrigado a todos pela participação, é bom ver que ainda há muitos bloggers a apoiar o cinema nacional nas salas. Eu não sou exemplo, confesso.

Cumprimentos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...