sexta-feira, abril 01, 2011

Vantagens de morar no fim do mundo (II)


Do nada, apanhar a Lyndsy Fonseca a gravar um filme/videoclip qualquer vestida de bailarina, qual Natalie Portman em Cisne Negro. Jantar com ela e com um fotógrafo alucinado chamado Tyler e terminar a noite em minha casa, entre gargalhadas e vinho do Porto, a descobrir segredos de Hollywood. Por fim, ter onde ficar quando der um saltinho a Los Angeles. Roam-se de inveja!

6 comentários:

Eduardo Castro Fonseca disse...

Inacreditável!

Primeiro que tudo, bem vindo de volta.
Em segundo, onde raio tiveste tu? Não percebo que raio de fim de mundo foi esse, estou curioso.

Só espero que a minha ida para a Califórnia me traga semelhantes experiências... falta muito pouco!

Abraço

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Eduardo, ano após ano, seja relacionado com a Veronica Mars ou não, este dia é tiro e queda para ti neste blogue :P Gotcha ya :D Grande abraço.

Eduardo Castro Fonseca disse...

Eu sou literalmente a pessoa mais ingénua à face do planeta, mas já ouvi histórias semelhantes de pessoas que se deram com malta de Hollywood, tudo é possível.

No entanto, em minha defesa nem dei pela data...

Anónimo disse...

Era boa na cama ?

Nuno disse...

Eu dou-me bem com malta do cinema, de Hollywood e outros. Não tenho razões de queixa da maioria se bem que também não cheguei a esse nível de intimidade (só fui para os copos com uma).

Quando a encontrar se ela não quiser nada comigo falo de ti, pode ser que te queira conhecer :)

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Anónimo, não sei, fiquei pelo sofá.

Nuno, fica combinado.

Eduardo, para o ano cá conto contigo :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...