quinta-feira, novembro 17, 2011

Os TCN e o lado mais vão da blogosfera


Em resposta a "Os TCN e o lado mais triste da blogosfera", publicado por Miguel Lourenço Pereira no seu blogue "Cinema":

1. É bom que fique claro que o objectivo principal dos TCN Blog Awards é a divulgação e promoção da blogosfera cinematográfica e televisiva nacional. Foi assim que o ano passado dezenas de votantes afirmaram ter descoberto e ficado fãs de muitos blogues que não conheciam, para não falar de todos aqueles "leitores invisíveis" que adicionaram n blogues a feed readers e, ainda hoje, os seguem graças a esta iniciativa. Este ano, mesmo entre bloggers, nomeados ou não, já houve quem afirmasse ter conhecido novos locais de culto graças aos TCN Blog Awards. Objectivo principal cumprido. Poderia ser mais nobre esta iniciativa? Modéstia à parte, a resposta é simples: não.

2. É através das chamadas "campanhas de marketing" feitas por alguns dos blogues nomeados, que essa mesma divulgação do trabalho e das ideias de tantos cinéfilos é alcançada. Mais uma vez, divulgação interna, mas também externa, com muitos outsiders das restantes blogosferas a entrarem e conhecerem este nosso pequeno mundo através desta iniciativa.

3. Todo o texto do Miguel Lourenço Pereira e a ideia principal em que se baseia parece-me surgir em resposta à reacção irreflectida de um só blogger cinéfilo no Twitter e no Facebook durante o anúncio dos nomeados. Será justo usar a atitude de desacordo de um em relação a certas nomeações para tentar massificar toda uma teoria negativa em relação a uma iniciativa que pretende divulgar, unir e homenagear a blogosfera de cinema e televisão em Portugal?

4. A democracia é o pior de todos os sistemas. Com excepção de todos os outros, já se sabe. É bom que se perceba que nunca haverá nenhum sistema implementado nos TCN Blog Awards que irá agradar a gregos e a troianos. Essa não é sequer uma preocupação da organização que, como já foi dito anteriormente, apenas se preocupa com a promoção desta blogosfera, a mesma que o Miguel diz ser avô. Pois bem, um avô devia querer sempre que os seus netos chegassem mais longe e não precisassem de evocar estatuto, cunha ou experiência para triunfar na vida.

5. Ainda em relação ao sistema de votação, é óbvio que fosse qual fosse o modelo a seguir, o mesmo seria criticado. Na primeira edição dos TCN Blog Awards, os nomeados foram escolhidos apenas pela organização. Surgiram críticas que a organização não conhecia tudo o que andava por aí e deu os "jobs" aos "boys" com quem tinha ligações amigáveis. Este ano, decidimos dar o poder das nomeações a mais de uma centena de bloggers cinéfilos e televisivos, mesmo que "" cerca de trinta tenham participado. As críticas - ou a única crítica, relembro, mas agradeço que o Miguel me mostre mais exemplos - são as mesmas: os bloggers nomearam os amigos e os compadres. De entre centenas de comentários, li uma vez isto. Até poderia ter lido muitas mais vezes. É normal. Não há sistemas perfeitos. Se o vencedor fosse agora escolhido pela organização ou por um conjunto de bloggers, as mesmas críticas iriam ser feitas. Daí que a organização acha que o voto público acaba por ser o menos injusto, mas também aquele que resulta em mais promoção e divulgação de todos os nomeados. E este é, reforço, o objectivo principal desta iniciativa.

6. "Capazes de entrar em conflicto com os outros nomeados e talvez, como Bill Murray, fazer birrinha quando se anunciem os hipotéticos vencedores numa cerimónia aonde não estarei mas da qual imagino o tenso e frio ambiente que se irá respirar".

6a. Tal afirmação denota uma imagem completamente errada desta blogosfera, desta iniciativa e é, mais uma vez, baseada apenas na atitude de um único blogger. A prova principal e indiscutível que tal argumento está completamente transviado foi a cerimónia do ano passado, onde blogues e bloggers conviveram, aplaudiram, riram, conversaram e elogiaram-se mutuamente. Fez falta ao Miguel estar presente o ano passado no Turim. Vai-lhe fazer falta estar presente dia 7 de Janeiro também. Para perceber de uma vez por todas que esta blogosfera está muito mais unida entre si do que ele próprio a ela.

7. Qual o problema da auto-promoção dos blogues de cinema e televisão? Fazê-lo significa automaticamente ser inferior aos outros? Quanto maior a quantidade (leitores, votantes, seja o que for), menor a qualidade do que se escreve? Que raio de regra intelectualóide é esta? Não será auto-promoção sua, Miguel, que neste mesmo post diz que não a faz no seu blogue, intitular-se como avô da blogosfera ou relembrar o "primeiro livro de cinema originado na cineblogosfera", que foi de sua autoria? Ou o "fenómeno de popularidade" que foi o seu primeiro blogue de cinema? Ou que, mesmo sem ligar nenhuma aos seus leitores, houve alguns que o nomearam? Não são todos estes exemplos, adicionados à partilha deste mesmo artigo a dezenas de bloggers e, imagino, centenas de leitores, auto-promoção ao seu trabalho? E qual o problema? Quem não deve não teme.

8. "Vencer um prémio TCN o que é? Com todo o respeito para os seus organizadores, um bom momento de diversão no máximo dos máximos."

8a. Exactamente Miguel. E, mais uma vez, qual é o problema disso? É esse mesmo o objectivo da cerimónia física, da entrega do prémio presencialmente, do suspense, de tudo o que envolve o evento. Até lá, divulgação e promoção. Dia 7 de Janeiro, have fun, fazer amigos, debater ideias, filmes e séries, criar laços, discutir possíveis projectos, etc. etc. Na cerimónia da primeira edição, por exemplo, surgiu inclusivamente uma parceria comercial entre duas das quase cem pessoas que se deslocaram ao Turim. E não, neste esquema de votação público, um blogue ou blogger sabe que não é melhor do que outro por ganhar uma ou outra categoria. Todos eles têm noção disso, que ganharam porque conseguiram apelar a mais gente. Mais uma razão porque este sistema de apelo é o melhor. Imagine o Miguel que quem decidia quem era o melhor blogue ou blogger era um júri. Aí sim, poderia surgir esse sentimento de superioridade em relação a outros por parte dos vencedores. E de inferioridade de quem perdeu. Nós não queremos isso, não é esse o nosso objectivo.

9. Em que contribui este seu artigo para a união entre bloggers que supostamente defende? E o que já fez de concreto para a promover e proteger? Porque muitos daqueles que critica com este texto - os tais da auto-promoção ou até o tal que criticou algumas ausências entre os nomeados - são os mesmos que já gastaram tempo, paciência ou dinheiro com iniciativas que visaram juntar os bloggers de cinema e televisão, fosse em festivais, encontros, jantares, grupos online, tertúlias ou iniciativas pessoais nos seus blogues.

10. Para terminar, sim, eu próprio fiquei desiludido com a ausência de alguns blogues ou bloggers em certas categorias. Qual o problema em afirmá-lo? Terei eu menos consideração pelos nomeados? Claro que não. Por exemplo, nem o meu blogue de eleição em 2011 nem dois dos meus bloggers favoritos (Miguel Ferreira e Fernando Ribeiro) - por várias razões pessoais e blogosféricas - vão a votos. Não acontece o mesmo quando saem as nomeações aos Óscares? Não vemos páginas e páginas de análises em todo o mundo sobre os que ficaram de fora injustamente? Não é essa mesmo uma forma de os promover?

PS: A organização dos TCN Blog Awards 2011 está obviamente receptiva a todas as ideias e sugestões que possam tornar este evento em algo maior, mais justo e melhor. Foi assim o ano passado - e com isso alterámos o processo de nomeações -, continuará assim este ano. Porque esta não é uma iniciativa privada de um blogue ou de uma revista, é uma iniciativa de toda a blogosfera cinematográfica e televisiva nacional. Inclusive daqueles que a criticam.

Cumprimentos cinéfilos,
Miguel Reis

14 comentários:

syrin disse...

Ó Miguel, mais importante do que isto tudo... ouvi um passarinho no twitter falar em comida, bebida e chocolate no dia 7 no Turim. Então mas mas... e não dizias nada? Vai haver encomendas expressas do meio do Atlântico? Xiiiii
:P

Jorge Rodrigues disse...

Penso precisamente o mesmo, isto está a atingir proporções gigantescas a ponto de já se generalizar e atacar um monte de gente boa e correcta e que só quer mais para a blogosfera cinéfila portuguesa e é lamentável que se tenha decidido escrever artigos por uma coisa que, pese a falta de respeito, não me arrependo de ter feito porque é natural frustrar-me se os meus favoritos não são nomeados e penso que tal é injusto. O ano passado fez-se o mesmo e ninguém se queixou. Porque terá sido? Não sei.

Da minha parte já pedi desculpa pela reacção a quente. Não percebo a necessidade de andar a fazer artigos difamatórios para com o Miguel e os seus TCN e se há coisa que não admito é tentarem criticar os prémios para ganhar comentários. A polémica é muito bom combustível para discussão mas eu não entro por esse caminho.

Peço desculpa ao Miguel por ter que se desdobrar em trabalhos a responder a este tipo de insinuações e a eles só digo, se não gostam dos prémios não participem, não votem, não comentem, já que não vos interessa. Agora se querem aceitam as regras (como relutantemente aceitei, apesar de já saber que podia dar algo assim) e aplaudem quem quer que saia vencedor porque os prémios, por muito valorosos que sejam, não definem ninguém. O objectivo disto é a festa dia 7, a confraternização.

Abraço a todos!

Jorge Rodrigues disse...

Quanto às encomendas transatlânticas... Também quero ser informado :D

Rui Francisco Pereira disse...

"Todo o texto do Miguel Lourenço Pereira e a ideia principal em que se baseia parece-me surgir em resposta à reacção irreflectida de um só blogger cinéfilo no Twitter e no Facebook durante o anúncio dos nomeados"

Aqui, ninguém te tira a razão. O facto é que, pedidos de desculpas, genuínos ou não (quero acreditar que sim), não anulam o que foi feito, o leite já está derramado e não vale a pena chorar. E sim, acredito que este será um dos, senão "O" incidente responsável por tudo isto.

Espermos que, tal como também creio, caia no esquecimento...

Um abraço para todos.

Anónimo disse...

"Há três tipos de cinéfilos no mundo. Os ignorantes (aqueles que gostam de muita porrada, gajas boas e efeitos especiais à maneira), os pseudo-cinéfilos (aqueles que gostam das grandes produções hollywoodescas, do mainstream reconhecido, que chamam obra-prima a tudo que mexe nessa área e que pensam que percebem muito do assunto) e os verdadeiros cinéfilos (que são aqueles que procuram o bom cinema [de autor de preferência], que procuram sempre aprender mais e que, por uma ou outra razão, se tornam arrogantes para com os pseudo-cinéfilos, isto porque os ignorantes, pelo menos, não têm a presunção de se acharem cinéfilos)." in Preto e Branco.

My One Thousand Movies disse...

Eu assisti a tudo desde início e sei exactamente o que se passou.
O que o Jorge escreveu sobre alguns bloggers, que julgava incapazes de serem nomeados, e ainda por cima publicamente, foi uma vergonha, ainda mais vindo de alguém que vai apresentar os próprios prémios.
Ele ainda acusou os bloggers em geral de terem votado nos "amigos", e não nas pessoas que ele achava que deviam ser nomeadas. Basta recuar até ao ano passado em que o blog dele ganhou o prémio de "melhor novo blog" com uma larga vantagem, graças a uma enorme campanha de marketing. Não estou a dizer que a vitória dele não foi justa e que isto foi ilegal, mas se olharem para a tabela final percebem o que estou a dizer. O total de vontantes no melhor novo blog foi o dobro dos votantes no blog individual. Estranho, não é?
Agora eu pergunto o seguinte: se o Jorge pode pedir aos amigos para votarem nele, porque razão é que os bloggers não podem votar nos seus amigos para nomeados? Para quê este escândalo tão grande?
Diz o ditado: "Quem tem telhados de vidro..."
Esta foi a minha última intervenção sobre este assunto. Até dia 7.

Anónimo disse...

Rui Francisco pereira

"Olha João eu contigo já tinha terminado as minhas intervenções, mas acho ridículo que tenhas deitado a conclusão amistosa da nossa troca de ideias anterior ao ar, só para vires aqui poder defender o teu amiguinho.

Enfim, em relação à tua opinião sobre o meu blogue, nem te vou responder. O meu blogue fala por si, e pode ser muita coisa mas não se vê lá nem muito menos nos meus comentários (no blogue) um pingo de arrogância. Quanto a isso estou de consciência perfeitamente tranquila, porque é óbvio que a melhor defesa que escolheste para o Álvaro foi o ataque à minha pessoa. Tenho pena, mas acabou por ser um comentário muito explícito.

Que o Álvaro tem o seu público já o sabemos, agora que este é diminuto derivado dos disparates que diz é que também é óbvio. Aliás, basta ver os comentários deste post.

Agora o que eu acho totalmente ri-dí-cu-lo é tuu vires dizer que, já não bastando o Álvaro dizer o que diz dos que dele discordam, os que estão contra ele são "o meu gangue"?!
W T F ?!
É que até me ri. Mas terás tu noção do ridículo, da baboseira sem sentido e involuntariamente divertida que disseste? Mas isto é o quê? O gang Anti Álvaro?
Surpreendente, pensei que era o Álvaro que tinha muito público e que o meu blogue é que era isto e aquilo. Não deviam estar a manifestar-se as vozes em defesa do Álvaro? É que para além da tua, poucas vi.

Enfim, é triste que uma pessoa se queime a si própria em prol de uma causa perdida como esta.

Até quase que tenho pena de dar resposta a um comentário tão infeliz.

Adeus João"

Novembro 2010

Jorge Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ArmPauloFer disse...

Miguel Reis, um dos problemas actuais é que a blogoesfera cinéfila apresenta-se muito facilmente nervosa, explosiva em excesso por pouca coisa, cada um com muito ego e a presunção de serem inabaláveis nos assuntos.

Eu já fiz as minhas "estradas de cinema" e acabei por perceber que qualquer manifestação artística nunca vai agradar a todos e ser aceite da mesma maneira por todos. O mesmo sucede a esta premiação...

Eu penso que o caso do Jorge "explodiu" porque as mensagens do tipo "pensar em voz alta" no Twitter vieram redireccionadas ao Facebook sem o devido contexto do momento especifico. E a ausência desse contexto fazia restar frases que lidas eram explosivas e de aparente desprezo a alguns nomes. Um tremendo galo a muita gente... Cada um deve ter a sua opinião mas desde que as tenha ainda com respeito... e aí ele falhou.

O post do Miguel Lourenço, até me parece uma reacção legitima, a tudo junto que se tem visto num clima que se vive ainda actualmente, mas que já vem desde há muito tempo a ser poluído pelos conflitos. Para mim ressalvo uma observação que é em si um factor importante: o Miguel Lourenço ainda é um verdadeiro blogger old-school, daqueles que exprimem a sua versão abertamente.

Como tal, o cenário modernista que cresceu na blogoesfera minou aquele feeling old-school da carolice dos blogs simples, tendencialmente muito pessoais, regidos pela vontade do impulso, o escrever mais em regime complementar sobre um assunto que despontou a dada altura e normalmente sem a pretensão de glamour.
Hoje deparamos já com os bloggers modernos, que exibem-se mais corporativos na identidade e visual, com sintomas de pretender fazer um serviço a rivalizar os outros medias profissionais e que esperam muitas atenções aos seus conteúdos.

É neste choque ideológico que acredito, da parte do Lourenço, este despontar do questionar do show business em redor dos TCN. O efeito do marketing, o de repente apregoarem-se aos ventos como bitches por votos, as afinidades (e outros truques e tal)... para mais alguém vir aqui a este blog deixar um voto pré-recomendado.
Quem mais aderentes alcançar é que é o vencedor!

Muito sinceramente, eu acho que a eleição só deveria ter um round: os apurados como nomeados eram todos eles os vencedores do ano nas respectivas categorias. O assunto ficava logo aí arrumado e todos tinham "a sua bicicleta"!
De outra forma, sabemos bem que o que vai vencer é o que for mais popular e tiver aliciado mais gente ao voto.

Obs: em cerca de 100 membros, só cerca de 30 votaram? Que vergonha!
E depois ainda há birras acaloradas... ai f_da-se!

Mário Santos disse...

Respeito a resposta por parte da organização, mas é impossível negar que os convites para fazer nomeações não foram entregues a todos os blogs de cinema e televisão - nem sequer a todos os que estiveram nomeados nas duas últimas edições - e que as nomeações agora apresentadas são reflexo de escolhas baseadas na amizade e muito pouco no conhecimento do trabalho da blogosfera portuguesa, bem mais abrangente do que o âmbito alcançado por estes prémios.

Admito que possa não ter havido uma intenção negativa ou uma parcialidade intencional nas escolhas feitas, mas é inegável o que se verifica nas nomeações e que é, sem dúvida alguma, de uma parcialidade total.

Nuno disse...

Os convites podem não ter sido enviados a todos, isso não sei, mas o anúncio no Notebook saiu na primeira metade de Outubro e a 1 de Novembro foi publicado um lembrete que bastou para 27 pessoas mandarem nomeados durante a semana seguinte. Se calhar é mais fácil os interessados seguirem o Notebook por RSS do que esperarem que ele se lembre de todos. Ou juntarem-se ao restantes blogs no grupo Facebook, ou então escreverem a perguntar novidades como eu fiz em Setembro.
Estes prémios só serão justos e de todos se todos se esforçarem para os fazer acontecer.

ArmPauloFer disse...

Nuno Reis: É verdade sim... e o que mais me impressiona foi a indiferença geral ao apelo do organizador dos TCN para os cerca de 100 bloggers ajudarem a tornar esta edição ainda uma realidade na edição 2011.
Em cerca de 100... apenas 27 votaram (shame!) e muito me parece que o maior verniz estalado vem dos que em nada contribuíram... não ajudaram e ainda contribuem negativamente.
Isto está já de tal forma, que temo pelos premiados finais...

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Syrin, podemos arranjar catering... pagam todos dez euros de entrada em vez de nickles e está feito :P Aqui dos Açores, só se quiseres cházinho :P

Aos restantes, agradeço honestamente a vossa opinião mas não vou deitar mais lenha para uma fogueira que quero morta. Os TCN Blog Awards, a manterem-se para o próximo ano - cenário pouco provável neste momento, pois sinto alguma ingratidão e indiferença generalizada em relação aos mesmos e ao seu objectivo primordial (a divulgação da blogosfera cinematográfica e televisiva) - sofrerão novamente alterações a níveis de nomeações e votações. Para, uma vez mais, todos perceberem que não há sistemas perfeitos e que haverá sempre críticas, por mais manobras que se possam fazer.

Cumprimentos a todos, obrigado pela visita!

Obscure disse...

É blogger desde há 8 anos e sente-se velho? lol Que afirmação patética como todo o texto escrito. Blog existe desde há 12 anos e antes disso tínhamos páginas pessoais, tirada mais patética.
Fizerem bem em encostar esse blogger à realidade, porque viver numa caixa com proporções minúsculas tem dessas coisas nessa gente.

Desejo o melhor a TCN deste lado do atlântico. Divirtam-se e tenham uma agradável confraternização.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...