segunda-feira, abril 30, 2012

Black Swan (2010)

Nina (Natalie Portman) é uma bailarina nova-iorquina que dedica a sua vida ao ballet. A sua mãe, Erica (Barbara Hershey), ex-bailarina, vive também com a obsessão de ver a sua filha triunfar nesse mundo artístico e atingir, no fundo, a perfeição que nunca alcançou. Quando chega a sua oportunidade de brilhar no imortal "O Lago dos Cisnes", de Tchaikovsky, Nina vai entrar numa espiral sombria e aterrorizante para ganhar o papel a Lily (Mila Kunis), a outra candidata que apresenta características essenciais para o lado negro da personagem. Quando a realidade se começa a misturar com alucinações assustadoras, o sonho de criança torna-se num pesadelo que vai colocar em risco não só a sua sanidade mental, como a sua própria vida. Porque Nina, tal como todos nós, também tem o seu lado mais negro.

Realizado pelo talentoso Darren Aronofsky, "Cisne Negro" é um thriller psicológico - para não dizer psicótico - que aborda o conflito inerente ao ser humano entre o bem e o mal, num jogo do gato e do rato entre o branco e o negro, entre a força da razão e a crueldade do desejo. Num autêntico tour de force de um ambicioso Aronofsky, sem medo de chocar o espectador, "Black Swan" mostra-se quase como um estudo irrepreensível sobre obsessões compulsivas e outras tendências psicóticas graves, numa linha similar ao que tinha feito aquando da obra mais notável da sua filmografia, "Requiem for a Dream". Com uma composição sonora magistral, destaque ainda mais do que óbvio para a cativante Natalie Portman, que arranca um interpretação intensa não só nos momentos de beleza e elegância da sua personagem, mas também nos de escuridão e insanidade. Não admira, portanto, que tenha levado justamente para casa o Óscar de Melhor Actriz Principal - e desconfio que não será o último.

3 comentários:

Roberto Simões disse...

É um filme de obsessões, sobre obsessões. É negro, belo e tão poético, como quase tudo o que Aronofsky faz (exceptuemos o realista THE WRESTLER). Muito bom.

http://www.cineroad.net/2012/01/black-swan-2010.html

Roberto Simões
CINEROAD.net

O Homem da Câmara de Filmar disse...

É um grande filme de Aronofsky, que também tem muitas semelhanças com o The Wrestler (até na maneira de filmar), além do Requiem for a Dream que é o melhor dele.
Parabéns por este espaço.

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Obrigado a ambos pela visita e pelos comentários. Cumprimentos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...