domingo, dezembro 22, 2013

TCN Blog Awards 2013: Considerações

Não sei por onde começar. O que provavelmente significa que o texto que se segue vai ser longo. Muito longo. Não tão longo, no entanto, quanto a cerimónia da quarta edição dos TCN Blog Awards. Começemos então por aí: quinze categorias, muito improviso e um deficiente pré-planeamento da parte da organização levaram a que duas horas e quarenta e cinco minutos de line-up se transformassem em quatro. Sem pausas pensadas para xixis ou tabaco, como muito bem referiu a Rita Santos, numa opinião interessantíssima sobre a festa de ontem. Para a quinta edição, não nos esqueceremos de pelo menos um intervalo e tentaremos arranjar solução para encurtar a cerimónia - provavelmente juntado três ou quatro categorias seguidas entre momentos de diversão e não apenas duas, como sempre fizemos até hoje. Já o tradicional atraso no início, não vale a pena promessas vazias: é inevitável, ou não fossemos todos, organizadores e convidados, tugas. No melhor e no pior. Faltando o apresentador X ou o vencedor Y de uma das primeiras categorias, sou sempre obrigado a atrasar a "partida". É por uma boa causa, claro, mas tramo sempre a malta que quer ir ver o Sporting.

E já que falamos de apresentadores, o meu muito obrigado a todos eles, sem excepção. Pela primeira vez em quatro anos, nenhum faltou sem aviso ou cancelou em cima da hora a sua presença, obrigando a manobras de diversão inesperadas. No entanto, justiça seja feita, tenho que destacar alguns: a Joana Latino com a sua boa disposição provou que acertámos ao convidá-la uma vez mais e, digo mesmo, arrisca a tornar-se apresentadora de honra regular dos TCN. Só lá não estará em Janeiro de 2015 se não quiser ou puder; o Bruno Ferreira por momentos inesquecíveis de humor - para mim o melhor da tarde e o melhor que já se fez em quatro anos de TCN, obrigando-me mesmo a olhar para o palco para confirmar que não era o Passos Coelho que lá estava - e por ter atrasado um dia uma viagem que ia realizar apenas para estar presente nos TCN; o Guilherme Fonseca pelas gargalhadas completamente imprevistas que arrancou; e, por fim, os filhos da Rita Marrafa de Carvalho, verdadeiros entertainers com um coeficiente elevadíssimo de fofura.

Por falar em fofura, obrigado a todos aqueles que nestas últimas horas têm partilhado publicações na blogosfera e nas redes sociais sobre os TCN Blog Awards. Mas, mais importante para mim do que os posts orgulhosos dos vencedores - e que muito me aprazem ler -, são aqueles de fair-play de quem nada ganhou. Têm sido poucos, infelizmente, e normalmente são os mais ricos em feedback útil para melhorar o trabalho da organização. Por isso, peço-vos a todos os que estiveram presentes, digam-nos o que mudar, o que mais gostaram e o que menos gostaram. Ideias por vezes simples servem para evoluir e surpreendem-nos na nossa estupidez e ingenuidade.

Não por ingenuidade mas por algum nervosismo e pressa em despachar uma gala que já se estendia muito para lá da hora prevista, o meu discurso de agradecimentos ficou muito aquém do que tinha planeado. Vou tentar corrigir isso agora e, espero, não me esquecer de ninguém. Ao Edgar, o meu agradecimento pelos cartazes oficiais destes prémios e um grande abraço pelas simpáticas palavras que me dedicou no seu fantástico livro de posters alternativos; ao Miguel Ferreira e ao Ricardo Rufino, os meus parabéns por um trabalho absolutamente genial - e tão elogiado que foi durante a gala, por uma mão cheia de bloggers e apresentadores - na elaboração dos vídeos dos nomeados. Sem vocês, não haveria "WOW factor". E, Miguel, não sabes a sorte que tiveste em as minhas dezassete folhas de excel com agradecimentos terem escondido o guião ao Manuel, pois tínhamos preparado uma edição única de "Miss TCN 2013" que te colocaria de venda nos olhos. Mais detalhes não te conto, pois talvez reciclemos a ideia para o próximo ano.

Ao Luís Pedro Lourenço não só pela divertida voz-off que tornou possível a execução perfeita de grande parte do guião, mas também pelo fundamental trabalho na régie em articulação com os desejos do nosso grandioso host; sim, o insubstituível Manuel Reis, ser com super-poderes e um super-talento: ele fez directa de sexta para sábado à volta do guião e da apresentação que viram projectada, orquestrando autênticos milagres criativos em horas - outro, como eu, demoraria dias ou semanas. Ele foi apresentador, ele foi produtor, ele foi técnico e engenheiro de som e imagem. Ele é uma máquina. Ele faz hoje parte dos TCN e o dia em que ele não estiver disponível não haverá mais galas, simplesmente entregas de prémios.

Há mais, muito mais: ao Gonçalo Fabião pelo trabalho fotográfico profissional, ao Nuno Reis por filmar a cerimónia e permitir arquivá-la para memória futura, ao Paulo Ramos do Centro Cultural Casapiano por todo o suporte técnico e operacional. Ao José Soares e à Sandra Gaspar por... tudo. Não há palavras. Não há nada que possa ser dito que faça justiça à sua dedicação e ao seu trabalho. Sim, os TCN foram uma ideia minha há quase cinco anos. Mas foram estes dois que os tornaram possíveis. Ao Miguel Correia pelo muito divertido stand-up comedy perante um público muito exigente e difícil. Claro que, quando se trata de humor, não é fácil agradar a todos, mas o feedback geral foi positivo, ninfomaniacamente positivo. Por fim, a todos os patrocinadores, sem excepção, pelo apoio e pelos prémios, com destaque este ano para a Portugal Stuff, por três cabazes espectaculares de produtos nacionais que foram entregues aos vencedores de Blogue Individual, Prémio Memória e Blogger do Ano.

O quê? Blogger do Ano? Justíssimo. Sem desprimor para todos os outros, nomeados ou não nomeados, o Aníbal Santiago teve um ano sem igual. Ele viveu 2013 para o cinema e para a televisão, para o seu Rick's Cinema e para a nossa Take Cinema Magazine. Após três anos de nomeações e nenhuma claquete, este foi o seu ano de glória. A outros blogues favoritos aqui da casa como o Créditos Finais, o CinemaXunga ou o Espalha-Factos, entre muitos outros, o tempo trará justiça. O seu dia chegará, espero. Dos restantes prémios "competitivos", destaque para o de "Novo Blogue", ganho provavelmente pelo blogger com mais idade presente no Centro Cultural Casapiano. Uma espécie de ironia que é, ao mesmo tempo, um excelente sinal para a nossa blogosfera.

Mas foi outro o galardão que mais significado teve para mim. O recém-criado "Prémio Memória", entregue à eterna Miss Blues, Cláudia Arsénio. Uma homenagem merecida a alguém que muito contribuiu para a credibilização e união da blogosfera cinematográfica. Numa altura em que, disseram-me alguns durante o convívio na tarde de ontem, surgem algumas picardias na blogosfera, espero que o seu exemplo seja seguido para evitar conflitos desnecessários numa altura em que há cada vez menos bloggers e cada vez mais facebookers, twitteiros e instagramers por essa internet fora. Sem união e respeito por todos aqueles que usam este nosso pequeno meio com os mais diversos e legítimos propósitos, pessoais ou profissionais, e que, independentemente de terem razão ou não em certas acções ou palavras, lutam pelo bem maior que é a blogosfera e não pelo seu préstito fúnebre, não sobreviveremos enquanto classe. Nunca fui de evitar conflitos em quase dez anos de actividade blogosférica - como podem ver aqui ou aqui -, mas fi-lo sempre para proteger esta blogosfera e quem a promove e nunca uma opinião pessoal sobre a qualidade, criatividade ou personalidade de um ou outro blogger. Saber estar calado é, quase sempre, uma virtude nestas andanças.

De resto, quero agradecer aos membros que este ano compuseram a Academia e contribuíram de forma decisiva para a eleição dos vencedores em quase todas as categorias. Peço desculpa a um deles por ter relevado, de forma insensata - cá está, não fiquei calado quando devia -, o seu estatuto no final da cerimónia à frente de outros bloggers, sem a sua permissão. A dedicação de todos eles, principalmente quando tiveram cerca de três dias para escolher os nomeados entre dezenas e dezenas - por vezes centenas - de textos foi, honestamente, exemplar.

A todos os presentes no Auditório Rainha Santa Isabel que alinharam nas brincadeiras e foram ao palco, aos que ficaram sempre sentados, os barulhentos e os mais calmos, os que riram com facilidade e os que aplaudiram nomeados e vencedores, o meu muito, muito obrigado. Sem vocês o ambiente não seria o mesmo. Porque um aplauso e uma gargalhada são inevitavelmente contagiantes. E, diz a experiência, o que custa é sempre sair o/a primeiro/a. A eles peço também desculpa pela falta de tempo e disponibilidade pessoal para o convívio. Sempre numa fona de bastidores, restrinjo-me muitas vezes a simples cumprimentos e acabo por perder conversas que, não tenho dúvidas, seriam deveras interessantes, com velhos conhecidos deste universo.

Para a próxima edição, queremos fazer mais e melhor. Para tal, contamos com a vossa ajuda, com as vossas sugestões e opiniões. Para já, um plano para combater a gestão de custos, que não limita muito a criatividade desta equipa fantástica por detrás dos TCN mas danifica de modo óbvio a nível logístico e profissional o renome e a reputação deste evento, começando pela concepção dos troféus desta edição e acabando na falta de outras condições para os presentes (comes e bebes etc. etc.): crowdfunding. É uma hipótese em cima da mesa sobre a qual gostava de ouvir - ou ler, neste caso - a vossa opinião. Agora é tempo de voltar para a redacção da Take, que temos um novo número para sair em meados de Janeiro e ainda há muita coisa por fazer.

Um forte abraço,
Carlos Reis.

PS: O Miguel Relvas não é meu tio. Foi só para deixar a Joana Latino aflita.

18 comentários:

Manuel Reis disse...

Obrigado. (Sim, é um simples obrigado, mas irei escrever algo mais sobre os TCN nos próximos dias.)

E queremos a vossa opinião honesta. Se gostaram de alguma coisa em especial, digam. Se não gostaram, digam também. Se acharam os TCN muito ordinários, culpem o Jorge Rodrigues.

Mas a sério: Se não gostaram de algo, digam. O produtor em mim também quer saber a vossa opinião.

Aníbal Santiago disse...

Parabéns pela organização da cerimónia e obrigado pela menção no comentário. Parabéns também ao Miguel Ferreira e ao Ricardo Rufino pelos vídeos, bem como ao Manuel Reis pela apresentação.

Quanto a alterações, a Rita tocou num ponto fundamental: o intervalo. Sobretudo se a nova cerimónia tiver uma duração tão longa. Mesmo que o evento esteja a ser maioritariamente interessante e divertida (o Bruno Ferreira foi uma adição fantástica aos convidados), mais de três horas torna-se muito longo.

Quanto a elementos a manter, penso que o Manuel Reis a apresentar, bem como um conjunto de convidados abrilhantam sempre o evento (a Joana Latino, a Rita Marrafa de Carvalho, o Bruno Ferreira, o Guilherme Fonseca, entre outros, incluindo um que até já foi pouco simpático para com os bloggers, foram bom exemplo disso nesta cerimónia). A boa disposição tem sido uma imagem de marca desta cerimónia e é algo que pode e deve ser mantido.

Pegando no comentário do Sporting, uma alteração porreira era a cerimónia não calhar (pela quarta vez) em dia de jogo hehehe. Quanto ao Crowdfunding, a ser uma medida necessária (e o valor não elevado) conta comigo.

Mais uma vez parabéns pela criação deste evento, que tem crescido de ano para ano. Tem sido um espaço único para os bloggers se reunirem e para dar a conhecer as caras que escrevem nos blogues. Se tiver tempo (e espero que sim), em Janeiro de 2015 lá estarei a assistir à cerimónia, seja como nomeado ou membro do público.

Abraço

Jorge Teixeira disse...

Antes de mais, os meus sinceros parabéns pela organização e constante evolução dos TCN, no que se tem revelado um autêntico ponto de encontro de bloggers (e de opiniões), acima de qualquer competição (que não desprezo atenção, até porque tem sempre o seu valor).

A cerimónia tem melhorado ano após ano, e honestamente penso que esta foi a sua melhor edição (não em termos de vencedores obviamente), pese embora só tenha estado presente nesta última (abençoados vídeos). Isto por tudo, pelo equilíbrio entre humor e seriedade, pelos convidados, pelos patrocinadores, pela adesão e principalmente, pelo apresentador, o grande Manuel Reis, que se supera a cada ano.

Factores a melhorar ou para reflectir (alguns já referidos): a duração da cerimónia; uma sala maior (conduzirá a mais público?!); uma apresentadora, leia-se no feminino, para fazer dupla com o Manuel (a Lenka pode servir eheh); maior divulgação e difusão pelos meios de comunicação (não sei de que forma e com que recursos...); mais patrocinadores; solução e angariação de fundos para troféus, prémios, extras para o estômago, etc (estou disposto a ajudar); mais divulgação e referências à blogosfera e a todos os blogues que não estejam nomeados, ou mesmo os que estão mas que são pouco falados (talvez com recurso a vídeos, cartazes no auditório e à entrada - provavelmente potenciado com os mencionados fundos).

Fica aqui um pouco do que me lembrei, e do que me sensibilizou, que em nada diminui, como é óbvio, o estrondoso trabalho efectuado. Da minha parte, mais uma vez, obrigado pelo prémio, pela divulgação e por uma tarde muito bem passada, e até 2015 (espero que seja antes em jantares de convívio...) para os próximos TCN.

Cumprimentos,
Jorge Teixeira
Caminho Largo

syrin disse...

Mais uma excelente edição dos prémios, como aliás já tem sido habitual. Pessoalmente adorei os novos prémios - sim, são mais chatos de arrumar, mas fotografam muito melhor, como podes ver aqui:
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=676892462332184&set=a.266726106682157.68884.143584865662949&type=1

Algumas sugestões para melhorar os prémios:

- como já referiste, diminuir a cerimónia, porque com 2 curtas (uma das quais nem era assim tão curta), 3 jogos e 1 stand-up (mais os filhos da Rita Marrafa de Carvalho, que têm futuro na área) a cerimónia ficou longa demais, obrigando a algumas pessoas a irem embora mais cedo e outras a pausas frequentes.

- Relativamente aos vídeos dos convidados (obrigada Miguel pelo "Apocalypse", já sabes o que quero ver para o ano ;P), na lista final nem sempre aparecia o nome do blogue a que pertencia a entrevista/crítica/iniciativa/artigo, etc.., e quando foram anunciados os vencedores, também nem sempre se referia o blogue a que pertenciam. Penso que era importante mencionar sempre o blogue, caso contrário quem não conhece todos os nomeados fica ali um bocado perdido.

- Esqueçam o Sporting - o mais importante é não realizar a cerimónia tão em cima do Natal. Iam perdendo a minha presença por causa disso, o que seria um grande desastre pois não terias lá ninguém para te gritar ("e televisão!").

Cristina Tomé disse...

Olá Manuel

Mais uma vez é de enaltecer a importância deste evento na blogosfera. Muitos pensam que a blogosfera é um espaço na net que serve para escrever farpas, críticas e desabafos. Afinal, é muito mais que isso...é refrescante saber que podemos encontrar blogues e sites interessantes sobre os mais variados assuntos desde arquitectura, passando pela politica e acabando no cinema e muitos destes sitios são excelentes devido ao dedicado trabalho dos seus autores. Este ano, o evento dos TCN Awards tinha candidatos excelentes e não admira que tenha sido dificil encontrar um vencedor.
Claro que este tipo de evento não é isento de falhas... a cerimónia da entrega dos Oscares já decorre há 86 anos e também falha todos os anos e não deixa de acontecer por causa disso.
Como não estive presente não poderei opinar sobre a duração deste evento, sobre os intervalos inexistentes, sobre os apresentadores, sobre os discursos, sobre o Sporting...mas posso opinar sobre a sua importância, especialmente para a blogosfera.
Os TCN Awards são uma autêntica montra para os excelentes blogues sobre cinema que povoam a net e só por isso os seus organizadores deveriam se sentir orgulhosos. Graças a este evento, estes blogues ganham reconhecimento e público, relevando assim o árduo trabalho dos bloggers em manter activo os seus cantos digitais. Mais do que ganhar uma claquete (o que é sempre bom, quando não se ganha nada neste país), é valioso ver o nosso trabalho reconhecido e apreciado e só por isso há que agradecer quem organiza este evento.
Agora há que reflectir sobre o que falhou, para que na próxima edição tudo corra sobre rodas.

Sofia Santos disse...

Sobre os TCN já muito foi dito - não só aqui, mas por toda a blogosfera, resta-me deixar-te um OBRIGADO e dizer que sou tua fã

O Narrador Subjectivo disse...

Foi um prazer marcar mais uma vez presença nos TCN, parabéns pela organização.

Quanto ao tempo, só se se cortar alguns segmentos, como as curtas ou o stand-up, por serem menos interactivos, sem desprimor para ninguém.

Por acaso gosto que seja perto do natal e não me perturba ser em dia de jogo do Sporting, lol.

A vitória d'A Janela Encantada merece, realmente, uma ressalva; é um grande blogue, que demonstra um conhecimento enorme, apenas possível com muita experiência.

Relativamente à angariação de fundos, é compreensível que tal seja necessário. Já no ano passado alguém sugeriu cobrarem um valor simbólico de 1€ à entrada. Eu não me opunha.

Loot disse...

Não fossem os TCN e este lado de convívio entre bloggers nunca teria acontecido, pelo menos, não nestes números e isso para mim será sempre um dos maiores trunfos deste acontecimento. Não será certamente fácil organizar um evento deste calibre. Por isso mais uma vez, um muito obrigado.

Gostei de ver muitos blogs que leio regularmente e admiro a receberem a claquete, claro que havia outros que se tivessem vencido estava a dizer as mesmas palavras tal e qual. É bom sinal isto.

Também como tu tive um gosto especial pelo prémio ao Wasted Blues. Será que este momento a fará voltar? Era giro. Recordo esses tempos com carinhos, antes de facebooks e twitters as coisas eram diferentes. Mas não quero armar-me em velho do restelo até pq não acho que estas plataformas não trouxeram coisas boas também (excepto o twitter que nunca usei).

Quanto a sugestões, este ano falou-se num possível bar. A ser viável parece-me uma boa ideia, mas aí precisamos mesmo de intervalos que cervejola e xixi andam sempre de mão dada. Mas não faço ideia se algo assim será fácil e o crowdfunding tem a vantagem de dar o dinheiro antes da cerimónia.

Abraço

Antestreia disse...

Vou escrever mais no estaminé, mas destaco já que
1) foi a melhor cerimónia de prémios que alguma vez assisti, não apenas dos TCN, mas de cinema (já sei, e TV)
2) é longa, mas podia ser mais. Sabendo o que ficou de fora queria ter visto isso. E os concursos mereciam uma cerimónia própria. E precisamos de mais convívio antes e depois. Tem de se esticar para um evento de 8 horas :p
3) parabéns a todos os vencedores. Não comento as decisões da academia enquanto não analisar os votos deles, mas foram justíssimos.

E claro, obrigado pela oportunidade de fazer parte da cerimónia. E muito obrigado por continuares com estes prémios ano após ano. São o evento fundamental.

FilmPuff disse...

Para o ano trago uma marmita e não se fala mais nisso. Mas o xixizinho é imprescindível. Reitero os parabéns. Foi muito divertido e adorei conviver com os "colegas" durante e depois.

Close-Up disse...

Já castiguei algumas pessoas no Close-Up com a minha interminável reflexão sobre a cerimónia... mas recupero e acrescento aqui alguns pontos:
- notei uma melhoria IMENSA do ano passado, que já tinha gostado, mas este ano achei realmente muito muito boa a cerimónia;
- quanto à questão do crowdfunding, acho muitíssimo bem: já muito nos deu o Miguel & Cia e continuará a dar só pela trabalheira de organizar isto, o mínimo que podemos fazer é ajudar minimamente, com o que pudermos dar;
- os vencedores, nomeados e até muitos não nomeados estão todos de parabéns, não por terem um prémio a mais ou a menos, mas pelo autêntico SERVIÇO PÚBLICO que fazem todos os dias nos seus blogues, sem qualquer recompensa por isso que não seja o gosto pelo que se faz e o amor pela arte;
- Viva os blogues!;
- viva o Cinema (e a TV) !!!

ajanelaencantada disse...

Antes de mais os meus parabéns a todos os responsáveis por este evento. Foi o meu primeiro, não sabia o que esperar, foi bem melhor do que eu poderia supor. Já que o Carlos e o Manuel pedem, aqui vai algum feedback:

Pela positiva:
- A apresentação do Manuel. Deu uma vida enorme à cerimónia. Algo a manter.
- O entretenimento. Gostei do formato de intercalar entregas com humor, filmes, etc. Nem todos correram a 100% mas houve alguns momentos fabulosos (tal como o Carlos, destaco o momento do Bruno Ferreira).
- Os vídeos. Absolutamente perfeitos.
- Os detalhes. Desde as claquetes, aos envelopes com os vencedores, muito detalhe (e horas de trabalho) profissional.

Pela negativa:
- A falta de um intervalo.
- A falta de algo que identificasse as pessoas. Que tal uns name-tags para a próxima, identificando o blogue? Penso que ajuda a iniciar conversas "ahhh tu é que és o gajo que de vez em quando tem o blog confiscado?" Senti falta disso, já que não conhecia ninguém.
- A falta de mais espaço para as pessoas conversarem. O tal intervalo para tomar uma bebida, daria essa oportunidade. Afinal esta cerimónia é quase um congresso de bloggers de cinema e televisão, pode-se aproveitar isso.
- Quanto à duração, nem dei pelo tempo passar, mas compreendo que é problema para muitas pessoas. A meu ver, bastaria controlar melhor os tempos mortos (microfones e atributos mamários que não funcionavam, etc.) que deixaram entender que algumas coisas não foram devidamente ensaiadas, e como o Carlos diz, não correram como estava no papel.

Atenção, eu adorei tudo, falhas incluídas, mas já que pediram, aqui ficou a opinião do idoso novo. :)

Pedro Miguel Coelho disse...

Olá!

Em primeiro lugar acho que toda a blogosfera deve agradecer pelo evento, que além de ser um momento bom para nos conhecermos e celebrarmos o nosso trabalho ao longo do ano, é um excelente entretenimento de sábado à tarde - ainda por cima agora que as generalistas já não passam o 'À Meia Dúzia é mais Barato'.

A duração da cerimónia não me desagradou especialmente, embora concorde que retirar uma das curtas e o momento de stand-up comedy podia ter aligeirado o timing.

Os vídeos são óptimos, mas ganhavam em ter referências mais imediatas às "coisas" nomeadas, o que só aconteceu, que me lembre, em Crítica de TV.

Em nome do Espalha-Factos agradeço uma vez mais as nomeações e fico ansioso para conhecer os votos separados júri / academia. Quando saem? :D

Agradeço ainda a menção neste artigo, acreditando que para o ano é que vai ser :P

Um forte abraço.

Carlos M. Reis disse...

Antes de mais, muito obrigado a todos pelo feedback. Existem aqui nestes comentários muitas ideias e opiniões de valor, que certamente servirão para melhorarmos no futuro. Retenho algumas que me parecem de fácil execução e são, de facto, muito úteis:

- As nametags, ou blogtags, se quiserem, ao estilo daquelas reuniões de secundário nos Estados Unidos. Não dará muito trabalho nem terá um custo significativo, pelo que fica já aqui prometido;

- Intervalo ou intervalos. Pelo menos um estará garantido para os TCN 2014;

- Cerimónia mais curta (ou pelo menos mais intervalada);

- Convívio pós-gala (talvez organizar um jantar com inscrições e respectivo pagamento no local, de um valor fixo). Mesmo que sejamos meia-dúzia a jantar, já será bom.

- Quanto ao jogo do Sporting, não há nada a fazer, é o destino ;) Quando marcamos a data, ainda não há dias de jogos definidos. Tem sido pura coincidência ;) Ainda bem que não é o meu Benfica!

- Mencionar sempre o blogue e não apenas os bloggers, nos vídeos, easy to do, thanks pela dica ;)

- Pensando bem, o ideal seria organizar a cerimónia num bar/restaurante com condições para tal, onde as pessoas pudessem estar em mesas a comer/beber e a assistir à gala. Mas não só não estou a ver nenhum sítio em que isso seja possível, muito menos um em que seja possível fazê-lo sem elevadas verbas à cabeça. Ainda assim, se alguém tiver a ver uma oportunidade do género, avise-me.

- Quanto ao crowdfunding, veremos mais perto da data. Não me agrada a ideia de meter dinheiro que não meu nisto, porque a responsabilidade passa a ser outra. Logo se verá.

Cumprimentos a todos, muito, muito, muito obrigado pelas simpáticas e elogiosas palavras tanto dirigidas aos TCN como a mim.

Carlos M. Reis disse...

As votações do público/academia começam a sair lá para o fim do ano. Agora estou por Lisboa, só regresso a casa dia 27. É arranjar um tempinho entre fraldas e biberões e começo a postar. Abraço.

The movie_man disse...

Antes de mais, é importante realçar o significado que a cerimónia tem para a blogoesfera cinematográfica: para alem de reconhecer o trabalho de todos os blogues (nomeados e não nomeados), prova que esta é uma forma de escrita de cinema (e televisão) que deve ser levada a sério, devido à qualidade dos conteúdos, escrita e trabalho de vários blogues. Os TCN Blog Awards estão a fazer um excelente trabalho nesse campo.
Foi a primeira cerimónia que assisti e gostei bastante, mesmo das falhas. Senti que foi um pouco longa e o intervalo sempre daria jeito. De qualquer forma, tornou-se uma experiência a repetir, sem dúvida alguma, tanto pela cerimónia em si como pela hipótese de estar perante pessoas que têm a mesma paixão que eu e que, ao fim de contas, colegas.
Aspectos a melhorar, penso que já foi tudo dito em cima :)
Resta-me dar os parabéns a todos os vencedores, agradecer pelo prémio e pela cerimónia. Lá estarei em 2015 :)

C. disse...

Foi a primeira vez que estive presente e logo numa tão querida homenagem. Obrigada do fundo do <3

Miss Blues

Carlos M. Reis disse...

Movie_Man e C., obrigado ;) Abraço e beijinhos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...