domingo, janeiro 09, 2005

The Grudge (2004)

Na capa vemos: "Scary Movie"! Scary Movie? Até o próprio "Scary Movie" assustou-me mais! Quando vamos ver um filme de terror, o mínimo que o filme pode fazer por nós é pregar-nos uns 2 ou 3 sustos valentes, meter-nos medo por instantes. Mas não, neste filme, não há mesmo um único momento que nos faça tremelicar um bocado. Nunca tive tão calmo num filme de terror. E fiquei surpreso por tal ausência de qualidade. Tudo porque, apesar de "The Grudge" ser um remake americano de um dos maiores exitos japoneses do género (e ao ser remake perde logo metade da qualidade do original), era realizado exactamente pelo mesmo senhor que magistrou o verdadeiro, "Ju-On, The Grudge".

Sarah Michelle Gellar é Karen, uma estudante americana no Japão. E também ela não consegue nos transmitir aquele medo que deveria sentir. A história é sobre uma casa assombrada por fantasmas dos antigos moradores, uma família que tinha sido encontrada morta no sótão dessa mesma casa. Sabendo desses fenómenos, polícias japoneses encarregam-se do caso. No fim concluí, teria sido muito mais engraçada aquela hora e meia se tivessem chamado o Scooby-Doo e os amigos ou mesmo Bill Murray e os "GhostBusters"! No fim, percebemos a história. E sim, faz sentido. Mas se pensarmos que este é um filme de terror, nada faz sentido. Onde está a nudez, o sangue, o gore, a diversão característica dum filme de terror? E eu, que mal vi "Sam Raimi" nos créditos como produtor executivo, pensei que ia sair dali algo de especial, com humor e sangue, muito sangue. Um filme para ver de braços cruzados.

3 comentários:

Petr disse...

Opiniões são opiniões e por isso permite-me discordar da tua. Já lá vai o tempo que vi o The Ring e considerava-o bom quanto baste. Mas depois de ver este, posso dizer que está melhor.

Sinceramente não vi o original, mas este foi dos poucos filmes que me conseguiu por um arrepio na espinha graças àquela personagem assustadora e ao seu pequeno filho. É a prova que algo medonho não tem necessáriamente que ser um monstro de 7 cabeças desfigurado e com 3 olhos. Um rosto pálido como a neve, o cabelo preto e um rugído impróprios fazem o trabalho na perfeição. Valentes cagaços, apanhei poucos, mas a carga arrepiante do filme, para mim é mais que muita.

www.omeubiscoito.blogspot.com

CuMpZ

Carlos M. Reis disse...

Caro Petr, tal como este, The Ring foi outro que foi uma valente desilusão. Tal como todos os remakes americanos de cinema asiático (isto soa quase a cliche, mas é verdade).

No entanto, respeito claramente a tua opinião.

Obrigado pela visita, vou dar uma olhadela pelo teu blog. Aparece cá mais vezes!

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. »

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...