segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Sweet November (2001)

Doce Novembro é um "remake" baseado num roteiro de Herman Raucher, filmado em 1968. Nesta versão, protagonizada por Charlize Theron e Keanu Reeves, a história de um romance experimental está ambientada para os nossos dias. Theron é Sara, uma mulher de espírito livre que cruza o caminho do executivo Nelson (Reeves). Nelson é um “workaholic” que deseja apenas ser deixado em paz para continuar com a sua carreira promissora. Mas Sara oferece um acordo pouco convencional: viverem juntos durante um mês, sem laços profundos, e em troca ela o "ajudará" a ser um novo homem. Intrigado pela proposta, Nelson aceita, acabando por encontrar com Sara coisas que ele nem imaginava estar dentro dele. Conforme essa mudança ocorre, Nelson percebe o que tem perdido por colocar a sua carreira como centro da sua vida. Entretanto nada é tão fácil quanto parece e Nelson descobre que Sara também tem seus segredos.

Arrasado pela crítica em geral, tanto nacional (lembro-me que salvo erro, no Público, o afirmaram como sendo mau até ao riso), como internacional, “Sweet November” foi apelidado em todo o lado como um filme para mulheres. Pois bem meus amigos, nada mais erróneo. Ou então estou mesmo a precisar, urgentemente, daquelas operações de mudança de sexo.

Este “Doce Novembro” ficará para sempre na minha memória, como o primeiro, e até agora único filme que realmente provocou-me uma lágrima no canto do olho. E a história repete-se vezes e vezes sem conta – ontem pela vigésima vez, revi-o e não resisti, mesmo sabendo toda a história de trás “prá” frente. Argumento básico e digno de um domingo à tarde na TVI? Sim, mas suficientemente bem tratado e interpretado pela bela e “doce” Charlize Theron, para “bater” no fundo do mais utópico dos românticos e fazê-lo querer sentir algo assim, um dia.

E não ficamos por aqui. “Sweet November” conta com uma das mais agradáveis e subtis bandas sonoras da história do cinema. Sim, leram bem, da história do cinema. Os temas interpretados por Enya encaixam nas diversas cenas dramático-românticas que nem Pitt na Jolie. Uma mistura explosivamente sentimental, que ajuda a demonstrar como duas personalidades completamente opostas acabam por ser inteiramente complementares.

A beleza, charme e interpretação de Charlize Theron não é, nem de perto, nem de longe, acompanhada ao mesmo nível por Keanu Reeves, que denota, neste género, bastantas e visiveís falhas. Mas “Doce Novembro” nunca pode ser visto como uma soma de partes, mas sim, como um todo. E por isso, a deficiente prestação de Reeves em vários aspectos, é completamente complementada por Theron e tapada pelo poder emocional do filme, e essencialmente, do seu final. E não esquecer o visual colorido e bem cuidado da cidade de São Francisco.

Desde que começei este blogue, que esperei pelo momento certo para escrever esta minha opinião sobre “Sweet November”. As razões foram várias, desde a falta de um consenso comum que o filme provoca, suscitando mais ódios que amores no público em geral, até ao saber que por mais e melhor que escrevesse, nunca iria retratar fielmente o que sinto por esta obra cinematográfica. Porque nenhuma fita além desta – e duvido que apareça mais alguma no futuro – tocou-me tão fundo mas ao mesmo tempo tão gentilmente na minha personalidade, talvez o melhor prémio para este “Doce Novembro”, seja mesmo quebrar todas as barreiras e fazer o que nunca fiz: saiem 6 estrelinhas para a menina Theron.

+

17 comentários:

Anónimo disse...

best regards, nice info http://www.treatment-eczema-1.info/Corporal-dificuldade-eczema.html appliances for special needs surveillance video suspect http://www.awningwwwcheappricedawningcom.info http://www.camping-trips.info auto czci alfa romeo 155

Anónimo disse...

Nenhum outro filme me emocionou e me tocou tão profundamente como Doce Novembro o fez. Sem dúvidas, este foi o melhor romance que já vi e olha que já assisti à muitos. Todavia, não concordo com o autor do comentário em um aspecto: o ator Keanu Reeves, o qual apresentou uma linda interpretação, à altura da interpretação de Charlize Theron. A quem diga que falo isso por ser fã do do Keanu, mas digo que não. Muitas pessoas, que nem fãs são, aplaudem a interpretação do ator. No mais, o filme é lindíssimo, sua trilha sonora, a fotografia, a história. Enfim, vale a pena conferir!!!!!

Knoxville disse...

Caro anónimo, ainda bem que não fui o único que fiquei extasiado com o filme. Quanto ao Keanu Reeves, continuo na minha. Ele fez do Sweet November o que é, mas a peça chave foi a Charlize. Cumprimentos!

Anónimo disse...

adorei o filme... é sem duvida o meu filme favorito... é sem duvida daqueles filmes que me emocionaram mais e a lagrima .. ou melhor.. as lagrimas que soltei por este filme... foram uma forma interior de mim, por um desejo que sinto de algum dia amar e ter uma historia assim. acho que ambos tiveram bem, mas concordo que a chave do filme fosse a theron apesar do charme beleza e alento de reeves.

tenho dito

Knoxville disse...

E disseste muito bem :) Cumprimentos!

Cataclismo Cerebral disse...

É um belo filme sim senhor! Não há que ter receio de o admitir. E a Charlize está um portento :)

Knoxville disse...

;)

Anónimo disse...

o filme é apaixonante, os protagonistas sao fantasticos...e só pessoas sensiveis saberão apreciar a beleza da história... aconselho verdadeiramente que vejam e retirem algo de importante...deviam existir muitas saras para ajudar mtos homens...

Knoxville disse...

;) É bom descobrir que existem mais apaixonados por este filme além de mim.

Cumprimentos!

Anónimo disse...

vou ser sincero, nunca fui muito fã desse gênero de filme, sempre optei por ação ou comédia, anos atrás assisti "sweet november" por indicação de um amigo "QUE" também não gostava, ele me disse:"- Yean assiste esse filme que tem o ator de Matrix...cara é de arrepiar a espinha, você vai chorar mais do que quando o Dicaprio afundou em titânic", dai eu disse:"- Eu não chorei, eu dei é muita risada". mas brincadeiras a parte é voltando ao assunto, e ressaltando o que o amigo internauta já havia dito, é com boas palavras: "as lagrimas que soltei por este filme... foram uma forma interior de mim, por um desejo que sinto de algum dia amar e ter uma historia assim".
Sem sombras de duvida é um filme belissimo somando as atuações e a linda voz de Enya, que por sinal não é meu gênero musical mas mesmo assim eu ainda tenho algumas dela em meu pc, um filme obrigatório em seu acervo pessoal.
Obrigado Knoxville pelo blogge e pela critica, que não seria uma critica assim por dizer, mas sim um elogio por essa obra. Desculpe pelo blábláblá mas eu precisava me expressa. abraços...

Knoxville disse...

E fez bem. Volte mais vezes ;)

Roberto F. A. Simões disse...

Excelente filme, sem dúvida!
É para ti, o filme, aquilo a que eu chamo um «odiado-amado».

Roberto F. A. Simões
cineroad.blogspot.com

Anónimo disse...

Vi hoje o filme, nao apanhei o filme do principio, mas o filme envolveu-me de uma maneira inexplicável, e embora eu tenha apenas 14 anos e nao sou capaz de sentir o mesmo que alguem que já tenha mais experiências de vida, este filme marcou-me muito. É daqueles filmes que nós acabamos de ver e ficamos por momentos em silêncio a pensar na nossa vida e se conseguimos emcontrar alguma semelhança com o que acabámos de ver no filme. Também queria referir que me apaixonei pela história do pequeno Abner, que embora nao faça parte do enredo principal é impossivel ficar indiferente...
É com muita convicção que eu digo que adoro romances com um toque de drama e este filme completou-me mesmo.
Só para acabar, é nestes momentos que eu fico maravilhada por haver pessoas que pensem desta meneira e que criem histórias tão belas como esta.

Sophia disse...

OI, CHAMO ME CÁTIA, DESDE MUITO CEDO QUE VI O FILME SWEET NOVEMBER E ME APAIXONEI POR ELE, ATÉ PORQUE SOU O GENÉRO DE MULHER QUE A SARA É, LIVRE, UM POUCO DESPREOCUPADA, DIVERTIDA MESMO QUANDO O CORAÇÃO DÓI, DEVO DIZER-VOS QUE TAMBEM JÁ SOFRI MUITO POR SER ASSIM, AMIGOS E OUTRAS PESSOAS ABUSAVAM DA MINHA CONFIANÇA E BOA DISPOSIÇÃO, APAIXONEI ME HÁ QUASE 3 ANOS, SEI QUE MARQUEI A DIFERENÇA NO MEU NAMORADO POR SER QUEM SOU, NO ENTANTO HÁ UM TEMPO PRA CÁ CAÍMOS NA ROTINA E AS COISAS TÊM ANDADO MÁS, MAS MESMO ASSIM EU LUTO A CADA DIA, PESSOAL A MENSAGEM K EU DEIXO É, "SEJAM LIVRES, APAIXONEM SE SEM MEDOS, SEM MÁSCARAS, SEM PRECONCEITOS, ENTRGUEM-SE, VIVAM... O TEMPO É CURTO, E SE AMAM ALGUEM DE VERDADE E SENTEM QUE NÃO DEU CERTO PORQUE VOCES AGIRAM MAL, VÃO Á LUTA, AGRADEM ESSA PESSOA, LUTEM POR ELE E SEJAM MUITO FELIZES... SWEET NOVEMBER É UMA LINDA HISTÓRIA, COM UMA LINDA LIÇÃO DE VIDA...

franclimcosta disse...

Vi o filme ao lado da mulher da minha vida...mais uma agridoce e indelevel recordação para mim. "it was not a goodbye" (onde quer que estejas)

Anónimo disse...

lindo filme mesmo ;) é daqueles filmes que realmente demonstram o que esta vida tem para nos dar quando menos podemos esperar.
injusto darem má nota a filmes destes quando dão notas elevadas a filmes que actualmente não são maus, são péssimos. recomendo

ricardocosta disse...

Os meus parabéns pela análise ao filme.Estou totalmente de acordo. Tb não consegui entender o cepticismo de tantos críticos quer cá quer lá fora...Mais é sp mt mais fácil bater numa comédia romântica ou num filme romântico,mais fácil dizer que é para mulheres etc...Depois vemos alguns filmes que são catalogads de drama com grandes apreciações e que são incapazes de emocionar como este Sweet November...Excelente interpretação da Charlize e uma brilhante banda sonora...
.
.
Outro filme com o mesmo actor que acho que tb foi injustamente criticado a meu ver, foi a Lake House.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...