quarta-feira, novembro 21, 2007

Cinema Muckraker: Há Lodo... na Claquete.


Clique na Imagem para Tamanho Completo

"Although the term muckraking might appear to have negative connotations, muckrakers have most often sought, in the past, to serve the public interest by uncovering crime, corruption, waste, fraud and abuse in both the public and private sectors. In the early 1900s, muckrakers shed light on such issues by writing books and articles for popular magazines and newspapers." [F]

Há Lodo no Cais: http://ha-lodo-no-cais.blogspot.com/
CineClaquete: http://cineclaquete.blogspot.com/
(L)imitação da Vida: http://limitationoflife.blogspot.com/

E não é que José António Galvão não é mais do que um pseudónimo de Miguel Galrinho? Eu até podia ter fechado os olhos, não ter aberto ambos os blogues a confirmar, ter tirado uns printscreens a confirmar tudo, com datas e horas, mas o Francisco, a Helena, o Miguel, o Hugo e restantes mereciam saber quem verdadeiramente os atacou de forma tão cobarde. Porque se não o fizesse, estaria a optar pelo silêncio quando deveria protestar, transformando-me num cobarde também. E vendo bem as coisas, pode ser que seja desta que arranje um bocado de publicidade gratuita no blogue lamacento do Jos... do Miguel.

O que é certo é que o Miguel deve ter ficado em pânico. O Blogger tem destas coisas. Pensamos que estamos a escrever para um blogue e de repente, ao publicarmos, damos conta que o fizemos para o sítio errado, na conta errada. Em segundos, o texto desapareceu do CineClaquete, sob autoria do Miguel Galrinho para passar algum tempo depois para o Há Lodo no Cais, desta vez sob assinatura de José António Galvão. Felizmente o Google Reader é como a PJ com as escutas, não perdoa. Basta qualquer artigo ser publicado para ser enviado instantaneamente para o agregador de RSS. Mesmo que seja apagado alguns segundos depois.

Nunca se esqueça caro Miguel: a melhor maneira de sermos enganados é julgarmo-nos mais espertos do que os outros. Com tudo isto, acho justificável um artigo pseudo-masoquista de Galvão sobre Galrinho, no vosso Há Lodo no Cais. Motivos para escárnio não lhe faltam. É que este é um daqueles casos que prova que Karl Kraus estava correcto quando afirmou um dia de que "o mesmo imbecil pode ser tão superficial como profundo". Neste caso, bastava mudar de blogue... e de assinatura.

20 comentários:

Catarina Neves disse...

Vergonhoso. Pelos visto, a tal de Susana Marques Esteves também deve ser o próprio Miguel. Sim, porque frustrados como este não devem contactar com mulheres nem devem sentir no rosto a luz solar. Os cinéfilos portugueses não devem deixar esta atitude cobarde passar em claro.

P.R disse...

Bem... estou chocado...

Aisling disse...

Não há nada como o Google Reader... Que vergonha... :S

Nothingman disse...

Excelente trabalho Knox. :P

Tenho acompanhado estas desconsiderações do Há Lodo no Cais a vários bloguistas com algum divertimento.

Sempre gostei bastante (p.e.) do blog Pasmos Filtrados, mas não fiquei propriamente em choque com as criticas lançadas pelo Jos...Miguel. Certamente não eram para ser levadas a sério.

Agora estou curioso relativamente a se serás tu o próximo visado no blog. E se continuará a usar o nome José António Galvão.

RH disse...

Um dia de vergonha para a blogosfera cinéfila nacional!

Miguel Galrinho, retira-te da blogosfera se tens alguma restia de dignidade!

Anónimo disse...

Desde quando é que é moralmente inaceitável, que uma pessoa tenha um ou mais pseudónimos? Bela oportunidade que arranjaste, para fazer um post conflituoso (tal como muitos do blog "Há lodo no cais") estanto na confortavel posição de justiceiro. Isto é um blog de cinema ou quê?!

Flávio disse...

lol Curioso. Só um pequeno esclarecimento: no meu blogue A bomba, eu não apoiei ou subscrevi o Ha Lodo no Cais; limitei-me a elogiar a frontalidade dos seus autores (pois assinavam, julgava eu, com o nome próprio - o que, pelos vistos, não será bem assim) e a sua escrita inspirada - saber dizer mal também é uma arte.

Flávio disse...

Em todo o caso, algumas das cacetadas (não todas, outras foram injustas) inflingidas no Há Lodo no Cais foram muito bem dadas.

Knoxville disse...

Aos que aqui comentaram e à meia dúzia que enviou e-mails, agradeço a visita, a opinião e a gratidão demonstrada, pedindo desculpa por não acrescentar nada mais nesta resposta. Porque, tal como foi dito, não quero passar por justiceiro. Apenas achei que os visados e criticados de forma tão cobarde mereciam saber quem os atacou. E ficar calado depois de o saber seria cobardia minha.

Cumprimentos.

emot disse...

Muito bem apanhado Knox!

Cataclismo Cerebral disse...

Que cena marada... Mas acho que a tua atitude é de louvar. Um bem-haja!

Abraço

inêsgens disse...

Ah, grande Knox!

Knoxville disse...

Emot, Cataclismo e Inês, Cumprimentos! Obrigado pela visita ;)

Nuno Pedro Fernandes disse...

Inacreditável! Como é que é possível?? Parabéns, Knox!

Gonçalo Trindade disse...

Irra! Isto é quase tão bom como aquela vez em que se descobriu que o Bruce Willis era um fantasma!

Tenho também seguido a existência deste Ha-Lodo-No-Cais, um blogue que eu desprezo. Qualquer crítica ou "ataque" dece ser feito de forma construtiva e calculada, sempre de forma a serem partilhadas opiniões, e sempre com o objectivo de tentar fazer com que alguém aprenda algo daquele conflicto. O Ha-Lodo-No-Cais atacava por atacar, criticava pelo criticar. Não o fez de forma contrutiva ou calculada. Fê-lo pelo simples prazer de ter controvérsia, pelo simples prazer de dizer mal. E tais críticas eram feitas num blogue que não permitia comentários, escrito por alguém escondido atrás de um pseudónimo. Um cobarde, tão simples como isso.
É curioso verificar que Miguel Galrinho, o mesmo que elogiava e por vezes tecia agradáveis comentários no Pasmos Filtrados, é também o José António Galvão que tão atacou esse mesmo blogue.

Parabéns pela descoberta Knox, e pela óptima atitude que tiveste. Agora estou é curioso em relação à Susana Marques Esteves, muito possivelmente um pseudónimo de uma qualquer outra blogger...

Grande abraço, Knox!

Gonçalo Trindade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Knoxville disse...

Nuno e Gonçalo, Cumprimentos. Obrigado pela visita. Voltem sempre ;)

fes disse...

É triste, muito triste.
Tenho de admitir que quando vi este post, tão longe do suposto quando se ama a sétima arte, franzi o sobronho "o knox a iniciar uma discussão?". Pensei, "não pode ser.". Então meti-me à pesquisa do porquê.
A verdade é que ainda sou nova nestas andanças dos blogs de cinema, porque só recentemente ganhei coragem de proclamar esta minha grande paixão, mas agora que já sei do Pasmos Filtrados e do Há Lodo no Cais, fico triste, e mais nada sinto senão tristeza.
Como é possível que uma pessoa encontre realização na maldade de atirar abaixo os sonhos das outras pessoas, ou as crenças ou sequer as opiniões? Nunca, e sim talvez seja ingénua, pensei encontrar um blog que se dedicasse inteiramente a apregoar sátiras repugnantes como se procurasse aprovação, sem nunca a esperar realmente. É triste, e é revoltada que o afirmo.

Ainda bem que postaste isto. Porque como disse, não sabia antes deste blog. Uma tristeza. Pessoas assim, vão morrer sozinhas.

beijinhos knox, e obrigada por me, nos revelares isto! :)

Knoxville disse...

Beijinhos Fes ;)

Anónimo disse...

Blogs Serious Business

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...