domingo, fevereiro 27, 2011

The Tourist (2010)

Elise (Angelina Jolie), uma mulher bonita e misteriosa, está envolvida romanticamente com um ex-banqueiro que deve mais de 700 milhões de dólares de impostos ao governo britânico e que roubou cerca de 2 biliões de dólares a um poderoso mafioso russo. Por isso mesmo, é vigiada vinte e quatro horas por dia pela Interpol, que espera que, mais do que cartas e envelopes secretos, Elise receba um dia instruções para se encontrar algures com o fugitivo da lei, que sabe que esta sua paixão está a ser constantemente espiada por quem o persegue. Quando tal acontece, Elise apanha um comboio de Paris para Veneza, e será nesse mesmo comboio que conhecerá Frank (Johnny Depp), um professor de matemática norte-americano, de férias, que será usado como isco por Elise para desorientar as autoridades.

Remake – ou reinvenção de Hollywood, se assim preferirem - de “Anthony Zimmer”, filme francês de 2005 com Sophie Marceau e Yvan Attal nos papéis principais, “O Turista” foi um dos projectos com pré-produção mais complicada dos últimos anos, tendo tido vários realizadores apontados (Lasse Hallström e Bharat Nalluri chegaram a ser contratados, mas abandonaram cedo o barco por questões de calendarização, alegaram), o papel de Frank escrito a pensar em Tom Cruise mas entregue a Sam Worthington, que viria a abandonar também ele as filmagens devido a “conflitos criativos” com Florian Henckel von Donnersmarck e, finalmente, a substituição enigmática de Charlize Theron por Angelina Jolie, tendo esta última mesmo assim criado polémica quando confessou em entrevista que só aceitou o papel devido à oportunidade de poder passar algum tempo em Veneza com a família. Tudo isto somado, podemos afirmar que, mesmo assim, acabou por ser o forte e conceituado elenco final o grande trunfo – e triunfo - promocional e narrativo de “The Tourist”.

Numa fita de acção modesta – uma perseguição de barco e pouco mais -, onde o jogo do gato e do rato foca-se primordialmente na estranha química entre as personagens de Depp e Jolie, uma palavra define na perfeição esta obra do realizador alemão de “A Vida dos Outros”, justíssimo vencedor do Óscar da Academia para Melhor Filme Estrangeiro em 2007: glamour. Entre paisagens maravilhosas, com a belíssima Veneza como pano de fundo, o guião previsível de Christopher McQuarrie (“Os Suspeitos do Costume”) e Julian Fellowes (“Gosford Park”) acaba por desiludir, vindo de quem vem, mas é compensado pelo charme transcendente de Jolie e pela oportunidade rara de ver Depp interpretar uma personagem comum, sem grandes extravagâncias nem maquilhagem exorbitante. Num ano fraquinho no que toca a fitas de espionagem (“Dia e Noite”, “Kiss & Kill - Beijos & Balas”, entre outros medíocres exemplos), “O Turista” acaba por sobressair. O que só por si não quer dizer nada, mas que o torna numa sugestão quase obrigatória para qualquer fã do género.

7 comentários:

António Martinho disse...

Holy shit! Really?!

dfms disse...

Após ouvir um monte de comentários depreciativos ao filme, deparo-me com uma surpresa agradável q é este filme...

Nuno Pereira disse...

Eu sou um dos que detestei esse filme, ainda no outro dia tínhamos comentado o facto de este filme ter sido caríssimo só com os dois actores principais.... e já agora o Dia e Noite mete isto a um cantinho!!

Nuno Pedro Fernandes disse...

Concordo plenamente com o Nuno. Dia e Noite é infinitamente melhor. O Turista é um filme de estúdio com todos os detalhes disso mesmo bem visíveis o que o torna não apenas previsível, mas sobretudo confrangedor. Um desperdício de dois óptimos actores.

PP disse...

Numa só palavra "fraco", não detestei o filme mas achei que poderia ser melhor, tive boas expectativas quando comecei a ter informação do filme mas sinceramente deixou-me um amargo na boca, como os Nunos acima dizem o "Dia e Noite" realmente é melhorzito.

Cumps

Miguel Reis (Knoxville) disse...

Eu ia com as expectativas muito baixas e acabei por gostar moderadamente. O Dia e Noite foi exactamente o inverso. Ia com expectativas consideráveis e desgostei moderadamente. Cumprimentos a todos, a discórdia é muito bem-vinda.

Os Filmes de Frederico Daniel disse...

Eu também gostei deste filme.

"O Turista": 4*

"O Turista" tem momentos hilariantes e cenas de pura ação, tem também surpreendentes reviravoltas e uma pitada de romance.
"The Tourist" tem um bom elenco e uma boa química entre os protagonistas, o que mostra a qualidade do filme.

Cumprimentos, Frederico.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...